Pedro Lamares em estúdio para dar voz a um personagem amigo do ambiente

2
355

A Academia das Artes da Maia está a produzir para a Câmara Municipal da Maia um projecto de educação para o desenvolvimento sustentável, através de uma fantasia musical intitulada “O Pzzim é um raio de energia”.

Esta obra, de carácter didáctico-pedagógico, está a ser trabalhada desde há largos meses, quer no que se refere à concepção de textos, ilustrações e composição musical, como no que respeita à preparação dos actores, músicos e cantores que se encontram numa fase de concretização do trabalho de estúdio.

O projecto será publicado no âmbito da trilogia que proporcionou a edição do kit “Eu e o meu amigo Planeta” e da fantasia musical “Cristalina a gota de água”.

O actor Pedro Lamares esteve em estúdio, contracenando com alguns pequenos e grandes artistas que vão emprestar a sua voz à interpretação dos vários personagens da história da vida do Pzzim, um raio de energia limpa e renovável empenhado em levar a sua mensagem a todo o Planeta.

A música assume, nesta história, um papel fundamental, como linguagem artística facilitadora da aprendizagem dos conteúdos do projecto, sublinhando com 10 canções inéditas e originais, as mensagens mais importantes da fantasia protagonizada pelo Pzzim.

O Coral Infantil Municipal dos Pequenos Cantores da Maia, acompanhado por músicos convidados que integram o quadro da Orquestra Nacional do Porto e por vários artistas convidados, assume um papel significativo nesta grande produção de apoio à educação para o desenvolvimento sustentável.

O vereador do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Maia, Mário Nuno Neves, sublinha que “será um importante instrumento artístico ao serviço da formação de uma nova consciência que inculcará valores ambientais que nos podem ajudar a preparar um futuro, em que o desenvolvimento seja efectivamente mais sustentável. Se conseguirmos passar esta mensagem às crianças e jovens, teremos cidadãos mais responsáveis e ambientalmente mais conscientes que terão um comportamento e uma atitude à altura dos valores que adquiriram”.

2 COMENTÁRIOS

  1. Por acaso, o comentário anterior não corresponde à verdade. Das quatro crianças que aparem na foto, duas não são filhas do maestro. De qualquer forma, são a totalidade das crianças que estavam em estúdio, visto tratar-se da locução das vozes faladas e não da gravação do coro. Foi um prazer participar neste projecto.

Comments are closed.