Pequenos cantores cantam as Boas Festas

0
113

Cumprindo a tradição, instituída desde a sua fundação, há cerca de 18 anos, o Coral Infantil Municipal dos Pequenos Cantores da Maia realizou, no átrio da Torre Municipal do Lidador, um pequeno Concerto de Natal, desejando assim Boas Festas e um Feliz Ano Novo ao presidente da Câmara Municipal da Maia e Patrono dos Pequenos Cantores da Maia, Bragança Fernandes.

A iniciativa decorreu ao final da tarde, coincidindo assim com a saída os funcionários da edilidade que puderam acompanhar a prestação dos pequenos cantores.

O programa, que começou um “Adeste Fidelis”, incluiu canções tradicionais de Natal e originais especialmente compostos para os Pequenos Cantores, incluindo “Aquela sua Estrela” que o grupo, afirmou o maestro Vítor Dias, dedicou ao presidente da autarquia maiata.

Houve ainda tempo para assistir, gravada, à actuação que o grupo tinha feito no dia anterior na abertura do Natal dos Hospitais, iniciativa em que participam há 14 anos consecutivos.

Bragança Fernandes ofereceu, como é hábito, um postal de Boas Festas e uma caixa de bombons aos elementos do coral e deixou votos de felicidade para o seu futuro. Não querendo compará-los a Toni Carreira, afirmou que eles são “ainda melhores”.

Concerto em Ponte da Barca

O Coral Infantil Municipal dos Pequenos Cantores da Maia deu, no passado sábado à noite, na Igreja Matriz de Ponde da Barca, um concerto de Natal, a convite do presidente daquele Município.

Após terem aberto a festa de Natal do Lar de Santo António, em Gueifães, na Maia, evento em que estava presente a vereadora da Acção Social da Câmara da Maia, Ana Miguel Vieira de Carvalho, os Pequenos Cantores seguiram de imediato rumo a Ponte da Barca, onde foram acolhidos pela vereadora da Cultura, Aida Boalhosa que os esperava à saída do autocarro, para lhes dar as boas-vindas, gesto que se reflectiu favoravelmente, pela boa disposição e alegria que irradiou.

Às 21h00, tal como programado, o Coro estava preparado para iniciar um concerto que se veio a revelar memorável, quer pela excelente prestação artística, como pelas boas condições acústicas do templo e pelos meios técnicos e humanos que apoiaram a sua realização.

O programa incluía 16 temas de Natal, de compositores portugueses e estrangeiros, numa selecção criteriosamente feita, para agradar a um público, essencialmente constituído por famílias, crianças, pais e avós.

Antes de ser interpretada o último tema constante do programa, o Maestro dos Pequenos Cantores da Maia, Victor Dias, agradeceu ao autarca local, António Vassalo Abreu, o convite que fora endereçado ao presidente do Município da Maia, Bragança Fernandes, para que enviasse a Ponte da Barca, a embaixada cultural protagonizada pelos Pequenos Cantores da Maia. Foi lida uma mensagem de Bragança Fernandes, em que o edil maiato quis expressar, através das canções ali interpretadas, os votos de Bom Natal, ao público e ao seu homólogo, formulando votos para que os Pequenos Cantores fizessem a ponte, e de que a barca da amizade e da cooperação cultural trouxesse à Maia, iniciativas artísticas residentes naquela bela cidade.

O Maestro agradeceu ainda, ao antigo vereador da Câmara da Maia, Miguel Ângelo Rodrigues, filho daquela terra, pelo facto de ter sido o interlocutor entre os dois presidentes, estando na génese deste acontecimento cultural.