Pequenos Cantores da Maia em concerto solidário do GAS Porto no ISEP

0
160

O Coral Infantil Municipal dos Pequenos Cantores da Maia deu, no passado sábado, no auditório nobre do ISEP, um concerto de solidariedade organizado pelo GAS Porto, uma instituição de acção social e voluntariado, constituída essencialmente por jovens estudantes do ensino superior que frequentam as várias faculdades da Universidade do Porto.

Nas hostes do GAS Porto, encontravam-se a trabalhar vários jovens voluntários maiatos que expressaram a sua satisfação pelo facto deste concerto solidário ter sido protagonizado por uma instituição artística do seu concelho.

O público que assistiu a este espectáculo era sobretudo composto por crianças oriundas de várias instituições de solidariedade social que acolhem crianças abandonadas, mal tratadas e deficientes.

As mais de 300 crianças comportaram-se durante o concerto, de um modo absolutamente exemplar, exprimindo com alegria e entusiasmo a sua adesão espontânea às várias propostas musicais que o programa do concerto contemplava e que incluiu canções do Mundo da Disney e originais do repertório privativo dos Pequenos Cantores.

Victor Dias, Maestro do Coral Infantil Municipal transmitiu aos jovens do GAS Porto, uma mensagem de admiração e gratidão, pela oportunidade que foi dada às crianças que integram os Pequenos Cantores da Maia, de nesse dia terem podido dar as mãos e com eles viverem a experiência do voluntariado solidário e generoso. O Maestro sublinhou ainda o facto de o Reitor da Universidade do Porto, José Marques dos Santos, ter assistido ao concerto, afirmando desse modo, o seu apoio institucional e pessoal, à nobre causa do GAS Porto, palavras que o Reitor, num encontro pessoal com o Maestro, fez questão de agradecer, reiterando que só entende esse apoio, traduzido na disponibilidade para presenciar algumas das mais relevantes iniciativas levadas a cabo pelo GAS.

“Foi um dos mais emocionantes concertos que demos nos últimos tempos, quer pelo público que tínhamos à nossa frente, como pelo modo como os Pequenos Cantores abraçaram a sua missão neste dia. Saio daqui duplamente contente, porque viemos cá com uma recomendação muito especial do nosso Patrono, Bragança Fernandes, que me escreveu uma mensagem muito particular no despacho para fazer este concerto”, afirmou Vítor Dias.