Pequenos Cantores da Maia homenagearam Mestre António Costa

0
160
Concerto PCM

No concerto extra que os Pequenos Cantores da Maia realizaram na noite do dia 26 de janeiro, na Igreja de Santa Maria de Nogueira da Maia, e que encerrou a longa temporada de Natal, o diretor artístico do grupo, Victor Dias, fez questão de evocar o saudoso Mestre António Costa, figura incontornável da história cultural, artística e musical da Maia.

Num tempo em que não abundavam, como hoje, as escolas, academias e conservatórios, o Mestre Costa desempenhou uma genuína missão de serviço público.

Já no final do concerto, o Maestro e compositor Ilídio Costa, filho do Mestre a quem fora prestada homenagem, com a dedicação da interpretação de “Panis Angelicus”, de César Franck, foi cumprimentar os maestros Victor Dias e Ana Lídia Rouxinol, agradecendo-lhes o gesto e dando-lhes os parabéns pela atuação.

O programa do concerto foi semelhante ao que foi interpretado em Silva Escura, contando com duas novidades, por um lado a participação da violetista Helena Brandão e com a interpretação de “Sempre que olho pro alto”, por Ana Margarida Rouxinol, num tema extraído da Música do filme “O Corcunda de Notre Damme”, de Alan Menken.

Carolina Osório, Luísa Barbosa e Nicole Garcia tiveram também performances solísticas muito aplaudidas pelo corajoso público que encheu o Templo, desafiando as baixas temperaturas que teve de enfrentar a caminho do concerto e no regresso a casa.

Vítor Ramos, pároco de Santa Maria de Nogueira, e Agostinho Silva, presidente da Associação Cultural e Recreativa de Nogueira e Silva Escura, mostraram nas suas intervenções o apreço pelos Pequenos Cantores da Maia.