A nova face do Águas Santas

0
215

O Grupo Desportivo Águas Santas está no início de um novo ciclo. Com uma direcção recentemente eleita, a equipa sénior sente também os efeitos das mudanças e começou a época com 12 derrotas consecutivas.
No entanto, os últimos tempos têm visto um novo Águas Santas que já leva cinco jogos sempre a pontuar e até deixou a última posição da Série 1 da 2ª Divisão da AF Porto.

O novo presidente do clube, João Paulo Martins, diz que nunca perdeu a fé na equipa: “São cinco jornada sem perder e posso dizer que sempre acreditei na equipa. Os jogadores sempre mostraram muito querer e vontade. As vitórias demoraram a aparecer mas estão aí e é para durar”.

O dirigente aquissantense aponta a falta de sorte para o início negativo no campeonato: “É uma desculpa um pouco clássica mas faltou-nos um pouco de sorte em alguns jogos. Perdemos bem alguns jogos mas houve outros em que perdemos por 1-0 e podíamos ter ganho. Havia sempre um erro ou outro por falta de concentração que nos prejudicava e já não conseguíamos virar o resultado. Houve jogos em que estivermos muito bem, por exemplo frente ao Boavista, foi dos melhores que eu vi do Águas Santas, mas não conseguimos vencer. Houve uma série de jogos em que se via que estávamos com falta de sorte e que íamos ganhar mais tarde ou mais cedo”, afirma João Paulo Martins.

O presidente do Águas Santas reafirma ainda a confiança na equipa técnica, liderada por Jorge Mendes, e jogadores: “Eu tive sempre muita confiança em todos, quer na equipa técnica, quer nos jogadores. O Jorge Mendes sempre foi trabalhador e sempre teve um discurso que mostrava vontade de virar os resultados. Os jogadores também sempre acompanharam esse discurso. Por isso sempre estive crente na mudança, mas realmente pensei que seria mais cedo. Foi agora e é bom na mesma. Também é preciso realçar que, ao contrário do que acontece em muitos clube, nós nem temos possibilidade de dar algo de prémio de jogo aos atletas e equipa técnica. Mas no futuro queremos mudar isso”, confidencia João Paulo Martins

O bom momento da equipa e a conjuntura económica desfavorável fazem com que não se pense em reforços em Águas Santas. Ainda assim irá haver novidades no plantel: “Não irá haver reforços até porque quando tomámos posse o objectivo era equilibrar as contas do clube e isso obriga a um número de inscrições limitado. Nós tínhamos um problema com a inscrição de um jogador que, apesar de estar a viver aqui desde os 4 anos de idade, é considerado angolano. Conseguimos resolver isso e já poderá jogar, Entretanto apareceu-nos um atleta vindo do Pedrouços que preferiu vir jogar para cá e também o inscrevemos com a intenção de ajudar a resolver os problemas que temos no ataque”, conta o presidente do Águas Santas.

Em relação ao futuro, João Paulo Martins mostra-se confiante: “Pelo trabalho que temos desenvolvido, eu acredito que 2011 será um ano igual a esta última parte de 2010. Queremos continuar a vencer e subir mais alguns lugares na tabela classificativa”, conclui.

André Cordeiro