Académica já só pode subir

0
179

A Académica da Maia ISMAI disse adeus à Taça de Portugal de andebol. Os comandados de Paulo Sá e Mário Santos visitaram o pavilhão da Luz para defrontar o Benfica em jogo dos quartos de final, mas perderam por 37-30 e foram eliminados.
Apesar da derrota, Paulo Sá, um dos técnicos da equipa, mostra-se agradado com a exibição: “Não conseguimos alcançar o objectivo pretendido que era vencer o jogo e participar na Final Four da Taça de Portugal. Em todo o caso, sabíamos que a nossa percentagem de êxito era reduzida, ainda por cima jogando fora de casa. Mesmo assim, ficámos satisfeitos com a prestação que fizemos no pavilhão da Luz. Penso que foi positivo para o clube e para os atletas, com transmissão televisiva, o que nos deu alguma promoção e onde mostramos qualidade de jogo agradável”.

O treinador da Académica da Maia-ISMAI afirma ainda que a diferença de valores foi fundamental no desfecho final: “Aos 23 minutos estávamos a vencer por 12-13. Aí o Benfica mudou a forma de defender e tivemos um período menos bom até ao início da segunda parte que nos custou o jogo. Quando se joga contra jogadores com mais 10 centímetros e 15 quilos, o cansaço acaba por vir ao de cima. Mas ainda assim foi bom para vermos onde temos que melhorar para jogar numa 1ª Divisão”.
Para além dos encarnados, FC Porto, Madeira SAD e Belenenses também garantiram um lugar nas meias-finais após baterem Sporting da horta, ABC e Sporting, respectivamente.
Os maiatos viram-se agora para a Fase Final da 2ª Divisão, que começa a 5 de Março e onde querem garantir um lugar de subida. Entretanto, até lá ainda há duas jornadas da Zona Norte para disputar.
Já este sábado, às 18h00, a Académica da Maia-ISMAI visita o pavilhão do Modicus em jogo da 17ª jornada. À mesma hora, no Municipal de Gueifães, o Santana recebe o Alavarium.

André Cordeiro