Águas Santas Milaneza apresenta plantel jovem mas com campeões experientes

0
252
Águas Santas 2016/17

A equipa de andebol Águas Santas Milaneza de seniores masculinos vai estrear-se no campeonato da nacional (1ª divisão) 2016/17 frente ao Sporting, no dia 3 de setembro, pelas 18h00, em Lisboa. O plantel assenta num misto de experiência e de novos valores da formação da Associação Atlética e foi apresentado esta semana no edifício Cerealis/Milaneza, empresa patrocinadora.

O presidente da Associação Atlética de Águas Santas, Joaquim Carvalho, afirmou que a média de idades no plantel é muito baixa (21 anos), mas que o grupo de trabalho inclui vários “campeões com grande experiência” e jovens com um “trajeto de formação no clube”. Esta fórmula assente num “misto de experiência e de juventude” deverá garantir “uma boa época”, adiantou o líder do clube.

A nível global do campeonato nacional Andebol 1, disse Joaquim Carvalho, “há mais equipas e algumas delas com investimentos a um nível que não me lembro de ver, pelo que considero que deveremos ter muita qualidade na época, que permitirá a todos também evoluir”.

Modelo competitivo alterado

O treinador Paulo Faria agradeceu a confiança que lhe foi atribuída para dirigir esta equipa por mais uma época, sublinhando que, com a quantidade de jovens no plantel, dar-se-á por satisfeito se tiver tempo para lhes dar ensinamentos “em fair-play e tática e técnica desportiva”.

A época será muito desafiante tendo em conta que o modelo competitivo no andebol foi alterado e os jogadores e técnicos também terão que se adaptar a novas técnicas. Paulo Faria admitiu que as novas regras “mexeram com o próprio jogo, já foram experimentadas nos Jogos Olímpicos, mas ainda não existem referências e, neste momento, é difícil de analisar e adiantar se será uma alteração boa ou má para nós”.

“Águas Santas é um dos pilares do desporto na Maia, está no escalão máximo do andebol e constitui uma montra de visibilidade do município e da sua política desportiva”, declarou o vereador do Desporto da Câmara da Maia. Hernâni Ribeiro afirmou ao Primeira Mão que “é preciso não esquecer o excelente trabalho que a associação realiza na formação, com a grande quantidade de jovens praticantes e com a qualidade que se imprime nessa formação: no último ano, em quatro escalões de formação possíveis, a Atlética de Águas Santas conquistou três títulos de campeão e ficou em segundo num outro”.

Apoio da autarquia

O apoio da Câmara da Maia é dirigido às despesas correntes que a Atlética mantém todos os dias com as suas instalações e mostra-se “disponível” para comparticipar os investimentos que, de tempos a tempos, a coletividade considera serem necessários. “Aconteceu assim com a cobertura do pavilhão, há cerca de três anos, com a retificação do piso, no ano passado, bem como um conjunto de melhoramentos em salas da associação, de onde se destaca a sala de troféus”, lembrou o autarca.

Oito reforços numa equipa de 20

A juntar-se a históricos no plantel, de que é exemplo, Juan Couto (pivot), de 35 anos, há rostos muitos jovens da formação e alguns reforços: Nuno Carvalhais e Elias António (ambos lateral esquerdo) do Madeira SAD; Nuno Rebelo (lateral direito) vindo do ABC; Tiago Pereira (lateral esquerdo) do FC Infesta; Diogo Santos (guarda-redes) do Boavista; Jorge Mendes (ponta direita) do Santana e ainda André Rei (ponta direita), que jogava no ISMAI.

António Campos regressa a uma “equipa histórica”

De regresso ao Águas Santas, vindo de Angola (1º de Agosto) está o guarda-redes António Campos, que referiu que sempre foi uma “ambição pessoal voltar à equipa”. Com “muita juventude” na equipa o regressado, após três anos, encara “com bons olhos o futuro do Águas Santas Milaneza”. No campeonato português António Campos verifica que “há muito investimento” e com grandes equipas em competição, mas “o Águas Santas é uma equipa histórica, que parte em pé de igualdade com os outros clubes”.