Associação Wulin é campeã nacional de Kung-Fu moderno e vice-campeã no tradicional

0
716
imagem da associação Wulin

No passado sábado, dia 5, a Associação Desportiva Wulin, equipa maiata de Kung-Fu Wushu, competiu nos Campeonatos Nacionais de Kung-Fu Moderno e Tradicional, que decorreram em formato virtual devido aos constrangimentos impostos pela pandemia.
 
Com uma equipa composta por 16 atletas, desde os escalões infantis a veteranos de ambos os géneros, a Associação Desportiva Wulin sagrou-se Equipa Campeã Nacional de Kung-Fu Moderno e vice-campeã nacional de Tradicional, conquistando assim 2 taças.
 
Os resultados da equipa em Kung-Fu Tradicional foram os seguintes: 11 medalhas de ouro; 6 medalhas de prata e de bronze. Totalizando assim 5 Campeões Nacionais e 3 Vice-Campeões Nacionais de Tradicional.

Em Kung-Fu Moderno a Wulin obteve: 4 medalhas de ouro; 6 de prata e 1 de bronze. Um total de 4 Campeões Nacionais e 2 Vice-campeões Nacionais de Wushu Moderno.

A Associação Desportiva Wulin, com treinos no Complexo Municipal de Ginástica da Maia e no Espaço2, é a única equipa de Kung-Fu na Maia a formar crianças e adultos nas vertentes recreativa e competitiva, e variantes tradicional e moderna da modalidade.
 
«Orgulhosa por se sagrarem nº1 em Portugal na modalidade», a associação com apenas 1 ano de existência e já a dar cartas diz-se ainda «mais motivada para continuar a trabalhar, mesmo sem contar ainda com qualquer patrocínio ou apoio, neste ano extremamente difícil para todo o movimento associativo e num contexto desportivo muito condicionado para os escalões de formação».

Em termos individuais, os resultados foram os seguintes:
 
Matilde Leitão: escalão infantis 
1º lugar em punhos tradicional
1º lugar em armas tradicional  
 
Inês Couto: escalão infantis 
2 lugar em punhos tradicional 
 
Miguel Sousa: escalão infantis 
1º lugar em punhos tradicional 
1º lugar em Nangun 
2º lugar em Nanquan 
 
João Silva: escalão infantis 
1º lugar em punhos tradicional  
1º lugar em Nanquan 
2º lugar em Nangun 
 
Matilde Santos: escalão cadetes 
2º lugar em punhos tradicional 
2º lugar em armas tradicional 
2º lugar em Changquan 
 
Rui Santos: escalão cadetes 
2º lugar em punhos tradicional 
2º lugar em Nanquan 
1º lugar em Nangun 
 
Rodrigo Santos: escalão cadetes 
1º lugar em punhos tradicional 
3º lugar em armas armas tradicional  
 
Mª Inês Soares: escalão cadetes 
1º lugar em punhos tradicional 
1º lugar em armas tradicional 
1º lugar em Changquan 
 
Carolina Proença: escalão cadetes 
3º lugar em punhos tradicional 
3º lugar em armas tradicional 
 
Carolina Torres: escalão cadetes 
3º lugar em punhos tradicional 
 
Rafaela Pinto: escalão juniores 
1º lugar em punhos tradicional
1º lugar em armas tradicional 
2º lugar em Changquan 
 
Davi Ribeiro: escalão séniores  
2º lugar em punhos tradicional 
 
Pedro Veiga: escalão séniores 
3º lugar em punhos tradicional 
 
Ana Castro: escalão veteranas 
2º lugar em armas tradicional 
 
Rui Figueiredo: escalão veteranos 
3º lugar em punhos tradicional 
 
Hugo Leitão: escalão veteranos 
1º lugar em punhos tradicional