Bombeiros de Moreira querem mais sócios para ajudar a associação

0
514
- Publicidade -

 

A segunda edição da caminhada ColoRIR, que se realizou no passado domingo, dia 22, contou com a participação de quase 400 pessoas, o que foi muito significativo, tendo em conta que se tratou de um evento solidário a favor dos Bombeiros Voluntários de Moreira da Maia.

 

O Grupo Tintas 2000, com o apoio da Câmara Municipal da Maia e de outras entidades de iniciativa privada, promoveram a realização da 2ª Caminhada Solidária ColoRIR.

 

Todo o valor conseguido através do valor das inscrições na caminhada (5 ‘litros’) foi entregue pela organização à Associação Humanitária. De referir que o empresário fundador do Grupo 2000 esteve presente e fez questão de caminhar por esta causa, mostrando-se solidário.

Estas edições de caminhada trazem o convívio entre os maiatos e, em simultâneo, empresas e cidadãos aproveitam para ajudar uma instituição local, tal como aconteceu na primeira edição em que as verbas reverteram para a Socialis e A Causa da Criança.

 

Desta vez as atenções focaram-se ns Bombeiros Voluntários de Moreira da Maia, que foram fundados em 6 de fevereiro de 1926 e contam, atualmente, com 180 bombeiros e 43 veículos ao serviço do concelho da Maia.

 

Rocha Nunes, presidente da direção da associação dos Bombeiros, mostrou-se reconhecido a esta colaboração, tendo ao Primeira Mão referido que seria importante que os maiatos em geral ficassem sensibilizados com esta iniciativa e continuassem a ajudar a instituição.

 

Como? “É muito simples e não sai caro, tornando-se sócio da nossa associação, o que fica apenas por cerca de 1 euro por mês. Repare, se a corporação trabalha para cerca de 115 mil habitantes do concelho, se cada um desse 1 euro, poderiam ajudar muito a associação”.

 

Rocha Nunes refere que desta população apenas 6 mil são associados, o que quer dizer que há necessidade de “sensibilizar ainda mais as pessoas para serem sócias e, desta forma tão simples, que equivale a um café por mês, apoiar a associação de que quase toda a gente precisa a certa altura da vida”.

 

 

- Publicidade -