Câmara da Maia reconhece atletas de patinagem artística e de andebol

0
430
- Publicidade -

Nesta última semana, a Câmara Municipal da Maia prestou homenagem a três jovens atletas distinguindo e agradecendo o seu valor e as conquistas alcançadas nas respetivas modalidades, patinagem artística e andebol.

Na segunda-feira, dia 28, foi recebida com os seus pais no salão nobre para receber uma lembrança após ter trazido para a Maia uma medalha de bronze.

Flávia ascendeu ao bronze no Campeonato da Europa de Patinagem Artística (Roana, Itália, de 29 de julho a 6 de agosto), em Pares de Dança Cadetes, com Diogo Moreira, de Alfena. Os dois são atletas da associação Rolar Matosinhos e integram a seleção nacional de patinagem na categoria de cadetes.

Flávia Ferra ambiciona o máximo

Ao Primeira Mão, Flávia Ferra descreveu a preparação desta competição com treino árduo “todos os dias com exceção do domingo”, com o seu par, por vezes mais do que duas vezes por semana, ou então ia ao ginásio.

“Se houvesse clube para aderir na Maia seria muito interessante, porque moro em Folgosa, mas sinto-me também muito satisfeita por estar no Rolar de Matosinhos e gosto muito do meu treinador Hugo Chapouto”, acrescentou.

A ambição da Flávia, de 14 anos, é ir “o mais longe possível. O grande sonho de qualquer atleta é ser campeão do mundo, mas tenho noção de que é muito difícil, porque há outros pares muito bons.

Este ano foi o primeiro ano de cadete para a atleta, mas como o par é mais velho, para o ano Flávia e Diogo já integrarão o escalão juvenil.

Hernâni Ribeiro, vereador do Desporto da Câmara da Maia, recordou que o facto de a autarquia ter adquirido o Pavilhão Nortecoop possibilitou o regresso da modalidade de hóquei em patins ao concelho, considerando que os “suportes de patinagem têm sido bem tratados na Maia.

E neste momento, o Hóquei Clube da Maia já tem um projeto de patinagem artística em curso”. Assim, é normal que aos poucos “os resultados acabem por se evidenciar”, referiu o vereador congratulando os jovens maiatos que vão singrando no Desporto em geral.

Luís Frade e Gonçalo Vieira vistos como exemplo

No dia seguinte, 29 de agosto, o tom de festa de mais uma cerimónia de homenagens municipais estendeu-se a atletas e dirigentes da Associação Atlética (AA) de Águas Santas. Foram distinguidos Luís Frade e Gonçalo Vieira.

Luís Frade, por ter sido considerado o melhor pivot do campeonato do mundo de andebol sub-19, que decorreu na Georgia de 8 a 20 de agosto, além de ter ficado na All-Star Team da Federação Internacional de Andebol.

Foi considerado por 4 jogadores jogador MVP. E Gonçalo Vieira por ter sido considerado por uma vez o jogador MVP da partida em que participou na Georgia.

Luís Frade entrou com 12 anos na AA Águas Santas por ser um “clube com visibilidade” da sua área de residência e aqui continuou até aos seus atuais 18 anos.

Pretende daqui para a frente “aproveitar todas as oportunidades” e para isso trabalha muito na sua forma física para se colocar ao nível dos outros atletas seniores, pois é muito novo para este escalão.
A parte mais difícil é conciliar os estudos de Economia no primeiro ano da Faculdade com os treinos e jogos de Andebol. É o grande desafio.

Por seu lado, o Gonçalo Vieira começou a jogar no Santana, passou pelo ISMAI e depois foi parar ao Águas Santas, onde até hoje se tem sentido “muito acarinhado”. Aos 18 anos está a terminar o ensino secundário e concilia com as exigências da modalidade.

Pretende continuar na AA Águas Santas e esforçar-se para “ser cada vez melhor”, enquanto prepara tudo para tentar entrar numa universidade e tirar um curso de engenharia.

AA Águas Santas esforça-se por criar boas condições

Joaquim Carvalho, presidente da AA Águas Santas, foi claro em afirmar que a associação não tem condições financeiras para pagar salários aos jogadores como os clubes grandes da modalidade em Portugal e no estrangeiro, por isso resta “dar boas condições de trabalho e bons técnicos, onde os atletas se sintam bem e trabalhem motivados vestindo a camisola desta equipa”, que geralmente, consegue situar-se nos primeiros seis classificados nacionais.

Entende que estas homenagens e títulos conquistados pelos atletas são um motor de promoção e de exemplo a transmitir às crianças, algo que sucede “habitualmente quando a equipa realiza visitas às escolas, transmitindo os valores do Desporto e a forma de estar da associação”.

Desvendou que existe nas instalações da associação uma área que está ocupada por um campo de areia para treinos de andebol de praia.

A ideia é cobrir aquele espaço para se retirarem as máquinas de dentro do pavilhão para ganharmos esse espaço. Aí poderemos eventualmente ter um novo espaço para abrir ao público e retirar alguma fonte de rendimento, explicou Joaquim Carvalho. A ideia mereceu da parte do presidente da Câmara comentários muito positivos.

Bragança Fernandes deu os parabéns aos jovens salientando o especial gosto em congratular a AA Águas Santas, pois é “um clube de que muito gosto, onde pratiquei Andebol”.

Acrescentou que “é muito importante os dirigentes desta associação apoiarem a formação, pois o resultado é este, jovens que começaram muito pequenos a jogar e que hoje se tornam campeões. E digo campeões pois foram considerados os melhores, ora os melhores são os primeiros, pois dos segundos lugares ninguém se lembra”.

Angélica Santos

- Publicidade -