CAMI promove Super Especial na Maia

0
305

A Maia vai ser palco de uma Super Especial de automóveis, a 17 de Julho. É a primeira prova do género, a decorrer na Maia, organizada pelo Clube Aventura do Minho (CAMI) e promovida pela Logos Real.
De acordo com a organização, o município reúne todas as condições para receber esta prova que está integrada no Campeonato Inter Municípios Norte 2011. E que tem como principal objectivo, “aproximar os automóveis das pessoas”, e por outro lado, promover o que o município tem para oferecer, de acordo com o presidente do CAMI, Nuno Loureiro.

Aquele responsável espera, por isso, conseguir “cativar e movimentar uma massa humana interessante” que terão aqui uma oportunidade de estar em contacto com carros de rali.
Tratando-se de uma prova de Slalom, são admitidas todas as viaturas que estejam de acordo com as especificações para qualquer campeonato ou troféu de ralis ou velocidade. Ou seja, os aficionados dos carros de corrida e das altas velocidades poderão ver modelos como os conhecidos Mitsubishi, o clássico Escort com tracção atrás e que dão espectáculo nas rotundas.
“Estou convencido que toda a gente vai gostar e vai ter a oportunidade de assistir a um excelente espectáculo”, garantia Nuno Loureiro, presidente do CAMI.

A Super Especial da Maia foi apresentada à comunicação social no passado dia 22 de Junho, no salão nobre da Câmara Municipal da Maia que apoia o evento.
A competição vai ter um percurso de 2600 metros, e irá desenrolar-se junto ao sector X da Zona Industrial da Maia, com partida e chegada junto à rotunda do monumento ao empresário da Maia, e com passagem pela Via Dr Vasco Teixeira.

Será composta por uma sessão de treinos livres, a partir das 15h00, seguida de duas mangas e de uma final para apurar os 20 melhores tempos. A segurança vai ser uma das prioridades da organização e do director da prova, Jorge Castanheira. “Não vamos facilitar em rigorosamente nada. Vamos ter grades de contenção do público, zonas em que vão ser colocados jerseys de cimento, uma zona de intervenção médica com ambulância, uma viatura dos bombeiros para desencarceramento e um carro de fogo. E zonas que ficarão interditas ao público”, adiantou. “Penso que a prova vai ser um êxito”, acrescentou Jorge Castanheira.

O CAMI foi fundado em 2006, em resposta a um desafio lançado pela Câmara Municipal de Monção para a realização de um rali. Desde então, tem realizado vários eventos promotores da modalidade. Para além da prova da Maia, o CAMI organiza a Rampa Capital do Móvel em Paços de Ferreira (23 e 24 Julho) do campeonato nacional, e o Rali de Monção que pertence ao Open.
“Temos várias provas, mas super especiais é a primeira. Esperamos que se mantenha, até porque a zona é muito boa em termos geográficos. Estamos perto do Porto e com um número de aficionados muito bom”, sublinhou Nuno Loureiro.

A 1ª Super Especial da Maia conta com o apoio da Câmara Municipal da Maia, que abraçou de imediato a iniciativa, quando esta lhe foi proposta pela Logos Real, em meados de Fevereiro. Num município onde a aposta no desporto é “efectiva e clara”, em modalidades como o ténis, o futebol, o basquete e o andebol, “faltava a componente do automobilismo”, justificou o vereador do desporto, Hernâni Ribeiro.
As inscrições terminam a 14 de Julho.

Fernanda Alves