Castelo da Maia discute final da taça com o Benfica

0
191


É já este sábado, 3 de Abril) que o Castelo da Maia Ginásio Clube discute a final da Taça de Portugal em voleibol masculino com o Benfica. O passaporte para a final que se vai disputar em Coimbra foi carimbado depois da vitória caseira frente ao Clube K, a 6 de Março. Tudo seria perfeito se os comandados de Alexandre Afonso não tivessem cedido frente ao actual campeão nacional, o Sporting de Espinho, no apuramento para a final do campeonato nacional de voleibol masculino.

As expectativas para o jogo de domingo são boas, mesmo apesar da derrota frente ao campeão nacional no passado domingo, em Espinho, pela margem máxima, 3-0, e pelos parciais de 25-22, 25-21 e 25-9. Ainda assim, Alexandre Afonso é cauteloso e, ao mesmo tempo, esperançoso. “O Benfica é uma equipa poderosa, mas já a vencemos no nosso pavilhão, e no domingo vamos tentar fazer o mesmo”. Quanto à derrota com o Sporting de Espinho e a possibilidade do mau resultado, que contraria o “bom momento” do colectivo maiato, poder influenciar a prestação da equipa no jogo da final da taça, Alexandre Afonso “afasta os fantasmas” e garante que os atletas estão preparados. Lembra também que “o Sporting de Espinho só perdeu dois jogos esta época, e um deles foi contra nós”. Castelo da Maia derrotado, mas não foi “pêra doce” para o Sporting de Espinho. Recorde-se que os “tigres” espinhenses precisaram de um terceiro jogo para decidir a presença na final do campeonato nacional, depois do Castelo ter adiado a decisão da eliminatória nas meias-finais do “play off” da competição. “Esta derrota deixou-nos magoados, mas sabemos que há diferenças entre as duas equipas mas não é isso que nos vai abalar. E estamos a preparar-nos bem para ganhar a Taça de Portugal”.

De regresso à final, “é um jogo complicado, mas é complicado para as duas equipas”, diz Alexandre Afonso em relação ao encontro do próximo domingo frente aos homens do Benfica. O treinador quer continuar a “segurar” o bom momento do Castelo da Maia e garante que os atletas “vão dar o tudo por tudo” para trazer o troféu de regresso ao Castelo da Maia, que já venceu a prova por quatro vezes no passado.

Em caso de vitória, Alexandre Afonso garante que a taça vai direitinha “para os adeptos do Castelo da Maia Ginásio Clube, que têm sido incansáveis no apoio à equipa”.

Pedro Póvoas