Folgosa joga em casa do líder

0
134

Moralizado com a goleada por 4-0, na recepção ao Alfenense, o Folgosa da Maia Futebol Clube desloca-se no domingo ao Estádio do Prênho, em Baião, para defrontar o líder da Série 2 da 1ª Divisão da Associação de Futebol do Porto (AFP), na 11ª jornada do campeonato. Apesar da diferença de pontos – 10 – o treinador dos maiatos admitiu no domingo que é mais um jogo para tentar vencer.  Santos Cardoso falava ontem a PRIMEIRA MÃO, no final do jogo em casa, com o Alfenense, que já sabia que ia ser “difícil” apesar da vantagem de jogar em casa.

A partida não teve um início fácil para a equipa da casa, sobretudo porque a equipa de Alfena “apresenta uma intensidade de jogo bastante elevada”. Mas o Folgosa acabou por conseguir marcar, aos 25 minutos da partida, por intermédio de Leão. Cerca de seis minutos depois, em mais um lance de bola parada, Guedes faz o 2-0 para os anfitriões. A partir daí, “tomamos um bocadinho mais conta do jogo”. Foi com esta vantagem que se chegou ao intervalo no Municipal de Folgosa. Mas não ficou por aí. Aos 60 minutos de jogo, Filipe aumenta a vantagem para 3-0, cabendo a Guedes fazer o quarto golo, ao minuto 82.

Embora sublinhando que não é pela diferença de valor entre as duas equipas, Santos Cardoso reconhece que o resultado poderia ter sido mais alargado, mas admitindo que “era uma injustiça”. Dando este jogo como exemplo, e chamando a atenção para o valor da equipa de Alfena, o treinador alertou que “os resultados, às vezes, são um pouco enganadores”.

O próximo desafio é no domingo, em casa do primeiro classificado da série. Mas Santos Cardoso avisou que “não se modifica nada em função do adversário”. Mesmo que sejam evidentes as diferenças. Decorridas dez jornadas, dez é também o número que separa as duas equipas em número de pontos somados. Ao passo que o Folgosa tem apenas 15 pontos – resultado das cinco vitórias e cinco derrotas – o Baião apenas perdeu um jogo, empatou outro e triunfou em oito partidas, somando 25 pontos. Além do mais, o adversário dos maiatos ainda só sofreu cinco golos, contra o 14 já marcados ao Folgosa.

Semana após semana, o trabalho que tem sido desenvolvido em Folgosa visa “fazer um campeonato bonito”. Isso passa, segundo o técnico, por andar entre os oito primeiros classificados. Mas não descurando a hipótese de, “num momento ou noutro, poder saltar mais um bocadinho para dar um bocado de ânimo às pessoas que trabalham, e muito, para isto”. É também este o objectivo do magusto que organizam amanhã à noite, depois do treino, com os atletas do clube.

Marta Costa