Gondim: Casa de poucos pontos

0
140

A Associação Recreativa Desportiva Cultural Gondim-Maia tem feito um campeonato abaixo das expectativas. A competir na série 1 da 2ª Divisão da AF Porto, a colectividade gondinense ocupa o 7º lugar, com 31 pontos, já a onze do líder Sporting da Cruz.

Uma diferença pontual que, segundo o presidente do Gondim , Mário Freitas, se explica pelos pontos perdidos em casa: “Estamos a fazer uma época regular porém muito aquém do esperado. Só em casa perdemos quinze pontos e isso não pode acontecer. Costuma-se dizer que em casa mandamos nós, algo que não tem acontecido. Para quem quer subir é muito negativo”.
O campeonato parou para as festividades de Natal. O presidente do clube espera que a equipa regressa em força no novo ano: “Temos um bom plantel, com excelentes jogadores e de qualidade. Espero que esta pausa dê para reflectirem porque todos nós temos responsabilidades. Acredito que esta paragem irá ser benéfica para o Gondim”, refere Mário Freitas.
O dirigente gondinense reafirma a confiança no técnico Neca Espanhol até porque “ele não ganha nem perde jogos sozinho”.

No início de época o Gondim apontou à subida à 1ª Divisão. Um objectivo que Mário Freitas mantém intacto: “Continuamos a acreditar na subida. Sei a qualidade deste plantel e penso que ainda temos possibilidades de lutar pela subida apesar da diferença pontual e de termos perdido jogos em casa que não eram de perder”.
O Gondim está de folga na jornada deste fim-de-semana, a primeira de 2011, e regressa apenas à competição a 9 de Janeiro com a deslocação ao terreno do Vitrine.

André Cordeiro