Águas Santas terá novo presidente no dia 20

0
122

A saída de Carlos Vieira da presidência da direcção do Águas Santas para assumir a Junta de Freguesia aquissantense vai obrigar à eleição de um novo presidente para o clube.

O mandato de Carlos Vieira termina por esta altura e já está marcada uma Assembleia Geral para o próximo dia 20 de Novembro, às 21h00, na sede do clube e onde os pontos fortes serão a eleição dos novos corpos gerentes para o biénio 2009/2010 e a discussão e votação, do Relatório de Actividades, Contas e Parecer do Conselho Fiscal referente ao período entre Agosto de 2007 e Julho de 2009.

Apesar de ainda não terem sido apresentadas quaisquer listas até ao momento, já há um candidato assumido à sucessão do ainda líder do Águas Santas. O actual vice-presidente do clube, Joaquim Carvalho, assume essa candidatura: “É minha intenção apresentar uma lista na Assembleia-geral de dia 20. Não sei se haverá mais candidatos, mas isso só se saberá no dia da Assembleia”, afirmou Joaquim Carvalho.

Entretanto, a equipa sénior venceu fora de casa pela primeira vez esta época no Campeonato Nacional da 1ª Divisão. Na deslocação ao pavilhão do Marítimo para a sétima jornada, o Águas Santas venceu, por 22-24, alcançando assim a segunda vitória consecutiva depois de um ciclo de quatro derrotas.

Joaquim Carvalho considera esta vitória muito importante: “A época tem sido difícil até pelas lesões. Tivemos um início com um calendário muito complicado, mas agora que começámos a jogar com equipas mais do nosso campeonato temos conseguido ganhar. As vitórias sobre o Fafe e agora sobre o Marítimo são muito importantes para o objectivo de nos aproximar do sexto lugar que é o objectivo”.

Na classificação, o Águas Santas ocupa a décima posição, com 13 pontos, os mesmos do S. Bernardo. No topo da classificação segue um quarteto constituído por ABC, Belenenses, Madeira SAD e FC Porto, que têm 17 pontos.

O próximo jogo do Águas Santas será amanhã, às 18h00, quando os comandados de Paulo Queirós se deslocarem aos Açores para defrontar o Sporting da Horta nos 1/16 de final da Taça de Portugal de andebol.

O dirigente maiato alerta para os perigos deste jogo: “Claro que tudo faremos para tentar ganhar o jogo, mas não será nada fácil. Há a questão de ser fora de casa e com viagens cansativas”, concluiu Joaquim Carvalho.

André Cordeiro