Gueifães continua na luta

0
176

E quando se pensava que a equipa masculina do Gueifães estava “arrumada” da Divisão A2, eis que os comandados de José Seco renasceram e empataram a meia-final. Nas Divisões A1, as meninas do Gueifães terminaram na terceira posição e o Castelo perdeu na discussão do 3º lugar.

O Castelo da Maia até vinha de uma grande vitória na final da Taça de Portugal frente ao Benfica, mas não conseguiu levar de vencido os minhotos do Vitória de Guimarães na primeira mão da atribuição do lugar mais baixo do pódio.

Os castelenses até entraram bem, motivados pelo recente triunfo, e levaram a melhor nos set’s iniciais, com parciais de 21-25 e 18-25. Mas os homens da casa reagiram nos set’s seguintes e venceram por 25-22 e 25-17. Na “negra” os minhotos aproveitaram o cansaço evidenciado pelos maiatos e venceram por 15-11.

A segunda mão desta eliminatória realiza-se já amanhã, às 17h00, no Pavilhão do Castelo da Maia. Se os comandados de Alexandre Afonso venceram adiam a decisão para um terceiro jogo a disputar em Guimarães. Se perderem, ficam no quarto lugar da Divisão A1.

Também na Divisão A1, mas de Seniores Femininos, o Gueifães terminou a participação na terceira posição da tabela. Na última jornada da Série dos Primeiros, as comandadas de João Vieira receberam o Clube K, no Municipal de Gueifães, e venceram por 3-1, com parciais de 25-20, 19-25, 25-18 e 25-23.

Terminada esta fase, o Gueifães está fora da discussão do título, ficando esta entregue ao Académico da Trofa e ao Ribeirense. Nas restantes posições ficaram Clube K (4º), CS Madeira (5º) e Leixões (6º).

Na Divisão A2, a equipa masculina do Gueifães é que “ressuscitou”. Depois da derrota por 3-0 em casa frente aos Fiães, na 1ª mão da meia-final, os maiatos foram a casa do adversário pagar na mesma moeda e com o mesmo resultado. Numa partida sempre equilibrada, os comandados de José Seco venceram os parciais por magras margens (23-25, 25-21 e 25-21).

Os maiatos adiam assim a decisão da eliminatória para amanhã, às 16h00, no Municipal de Gueifães. Quem vencer segue para a final e consequente acesso à Divisão A1. E dada a importância da partida, a direcção do clube apela a toda a massa associativa para que apoie os atletas marcando presença na partida. “A todos os atletas, adeptos e amigos se pede apoio e presença física e, se possível, com equipamento a rigor ou camisola preta”.

André Cordeiro