Ismai venceu Santana e sobe ao segundo lugar

0
165

A Académica da Maia/Ismai venceu o Santana, por 35-30, na 2ª jornada do Campeonato Nacional da 2ª Divisão de Andebol.

Apesar da vitória, o treinador dos estudantes, Paulo Sá, falava num encontro “difícil”, mesmo tendo estado a vencer ao longo de todo o jogo. Mas os obstáculos criados pela equipa do Santana acabaram por dar muito trabalho ao Maia/Ismai. “O Santana lutou até ao limite para conseguir vencer, criou-nos imensas dificuldades”, reconhece. O técnico aponta ainda algumas falhas na defesa da sua equipa, que acabou por permitir ao Santana a marcação de 30 golos. “São situações que temos de corrigir. Eu penso que o ritmo com que se jogou hoje e com a quantidade de golos que houve já foi um bom jogo para início de época. Com poucas falhas técnicas e alguma velocidade de jogo”, analisa Paulo Sá. Apesar das “falhas” ficou concretizado o objectivo do treinador, que era somar mais três pontos. Subiu ao 2º lugar, enquanto que o Santana desceu do quinto para o oitavo lugar, com apenas três pontos.

Francisco Monteiro, treinador da equipa de Gueifães, que chegou esta época à 2ª divisão, diz que o facto de estar perante uma equipa com mais experiência nesta divisão, e que já conquistou o título de campeão nacional, levou o Santana a “falhar em coisas mínimas”, o que acabou por influenciar o resultado. “Penso que não houve grande diferença entre as duas equipas. Existiram sim, momentos de jogo que calhou de ser mais positivo para a equipa adversária”, refere Francisco Monteiro. O técnico diz ainda que a ausência de quatro jogadores, por lesão, acabou também por “condicionar” o desempenho da equipa.

Na terceira jornada, a equipa Maia/Ismai joga hoje, em Vizela, com o Callidas Clube, nono classificado, pelas 18h30. “Queremos ir lá para vencer. O Callidas vem de duas derrotas. Perdeu em casa com o Fafe, na última jornada, mas deu muita luta. Por isso, acredito que volte a ser um jogo difícil”, diz Paulo Sá.

O Santana joga em casa, no Pavilhão Municipal de Gueifães com o Santo Tirso, último classificado, pelas 18h00. O técnico, Francisco Monteiro acredita que o factor casa poderá ajudar a equipa a arrecadar três pontos. “É o primeiro jogo em casa. Vamos aproveitar o factor casa e estar perante o nosso público, para ganhar”. Para este encontro, Francisco Monteiro espera ter recuperados os quatro atletas que se encontravam lesionados, dois guarda-redes e dois pontas.

Fernanda Alves