Japão e Itália não vêm às competições de Ginástica da Maia por prevenção

0
652

A Itália e o Japão não vão participar na Taça do Mundo de Ginástica Acrobática e Maia International Acro Cup, que terão lugar na Maia, de 4 a 8 de Março.

Os dois países registam um maior risco de infeção pelo novo coronavírus, por isso não vão entrar na competição.
O presidente do Acro Clube da Maia, Fernando Barros já nos confirmou essas ausências, por uma questão de prevenção, garantindo que o clube está em sintonia com a Direção Geral de Saúde (DGS) na organização do evento.

“O importante é perceber que estas equipas, que são de áreas de risco efetivo”, não se deslocam à Maia e “ficamos todos mais calmos”, afirmou Fernando Barros.

O presidente da direção do Acro Clube da Maia (ACM) refere que, em articulação com as autoridades de saúde e com a Câmara Municipal da Maia, os locais da competição – pavilhão municipal e complexo municipal de Ginástica – irão ter medidas de prevenção e higiene acrescidas.

Este responsável adianta que, quem chegar aos pavilhões irá deparar-se com: diversa informação sobre o coronavírus, “folhetos de leitura fácil e rápida com todas as explicações dos cuidados a ter”, pontos de higienização (onde as pessoas podem lavar e desinfetar as mãos sempre que quiserem), três salas de isolamento e uma equipa médica contratada pelo ACM, que este ano dará uma atenção redobrada também ao público.

“Temos uma equipa montada em permanência, um médico, um fisioterapeuta e um enfermeiro, em cada pavilhão, contratada por nós para o efeito, que é liderada por um médico do serviço nacional de saúde. Essa equipa será responsável por agilizar o contacto com a Saúde 24, se aparecer algum caso que possa parecer suspeito. Além disso, todos as pessoas que estão a trabalhar no recinto vão ter uma atenção redobrada nesse aspeto”, assegurou Fernando Barros.

Em resumo, o Acro Clube da Maia está a preparar com todo o cuidado a realização das provas de ginástica, a Taça do Mundo de Ginástica Acrobática e Maia International Acro Cup, para 4 a 8 de Março, tendo em conta os condicionalismos a que obriga a prevenção do Vírus Covid 19.

Fernando Barros refere que ainda que, este domingo, dia 1, vai haver nova reunião da equipa de trabalho com as autoridades de saúde “para falarmos da aplicação deste plano, que temos já preparado, para que todos saibamos como reagir em função de uma situação que possa acontecer. Temos a situação minimamente prevista e controlada”.

Para estas provas de ginástica na Maia são esperados mais de 9 mil espetadores e mais de mil atletas.

Nas competições, agora que Japão e Itália não vão entrar, estarão presentes na Maia atletas de 24 países incluindo Portugal.
Os ginastas campeões do Mundo e da Europa, do ACM, vão ser estrelas, “a par dos melhores do mundo”, no que se espera seja “um grande espetáculo de ginástica, como é habitual o ACM proporcionar”, refere o dirigente.

Fernando Barros confirma que os bilhetes para quase todas as sessões estão esgotados e que haverá possibilidade de seguir em simultâneo por ‘streaming’ as apresentações nos dois pavilhões.

Angélica Santos