Karaté: Quinze medalhas em Mafra

0
147

O Clube de Karaté da Maia (CKM) esteve presente com uma comitiva de 35 atletas no 3º Open Internacional de Mafra, que decorreu no passado fim-de-semana, no Pavilhão Municipal Eng. Ministro do Santos, na Malveira, e trouxe 15 medalhas na bagagem. Esta prova juntou 840 de 117 clubes, entre os quais vários medalhados Europeus e Mundiais que se deslocaram de França, Inglaterra, Espanha, Egipto e Dinamarca.

O campeonato teve início com as provas de kata. No escalão Infantil feminino, a vencedora foi a maiata Mariana Semblano que conquistou o seu primeiro título em provas individuais. No mesmo escalão, mas masculino, Pedro Lopes viu a final fugir por uma bandeira, mas não deixou escapar a medalha de bronze.

No escalão Iniciados, o CKM fez o pleno ao arrecadar os três lugares de pódio. Luís Vandermuren venceu o escalão, seguido de Fábio Costa na segunda posição e Fábio Barbosa a terceira. No escalão Juvenil Feminino o terceiro lugar foi dividido pelas maiatas Maria Guedes e Liliana Guedes.

Nas provas de Kumité as atletas femininas do CKM estiveram em bom plano ao atingir o pódio. Inês Almeida foi a primeira atleta alcançar a medalha de Bronze na categoria de cadetes. No escalão Júnior, Catarina Santos acabou na segunda posição e Marina Sousa foi terceira.

Nuno Moreira dominou a categoria Sénior e venceu os sete combates realizados.

No dia 13, Nuno Moreira esteve ainda presente pela selecção num duelo com os vice-campeões mundiais do Egipto e uma equipa francesa, onde levou a melhor arrecadando o 1º lugar, Vítor Silva foi o outro maiato presente pela selecção, alcançando o 3º lugar.

As atletas Ana Almeida e Catarina Santas integraram uma equipa da organização e defrontaram a equipa de França, arrecadando o 1º lugar.

No final deste evento, o presidente do CKM, António Moreira, realçou a aposta na formação: “Temos que fazer um grande esforço para puder suportar todas as despesas dos atletas, mas sabemos que os competidores se esforçam diariamente para atingir boas performances e alcançar títulos nestas provas de grande envergadura. É importante ver que o trabalho e dedicação aos escalões de formação está a dar frutos e a continuidade nos lugares de topo continua a ser uma realidade”.

Inês Sousa, atleta maiata de 11 anos, não marcou presença neste evento porque recebeu uma convocatória de última hora da Selecção Nacional para a participação no Torneio Internacional “Diputacion de Caceres”, obtendo uma medalha de bronze.