Life Combat Folgosa medalhado nos nacionais

0
217

Uma medalha de prata e duas medalhas de bronze. Foi este o resultado da estreia do Life Combat Folgosa no Campeonato Nacional de Kickboxing 2011, que decorreu no último fim-de-semana, no Complexo Desportivo de Miranda do Corvo.

No ano de estreia em competições, Diogo Freitas foi vice-campeão nacional na categoria mais de 94 kg de light kick. Nádia Barbosa foi a terceira melhor em menos de 60 quilos e Rogério Rocha conquistou o bronze na categoria de menos de 57 kg. Três medalhas para três estreantes a competir em representação de um clube que tem apenas cerca de um ano.

O treinador, Luís Ferreira, admite que não contava regressar a Folgosa com medalhas, mas até correu bem e considera o resultado “fabuloso”:

[audio:1_junho_lifecombat_medalhas.mp3]

Apesar do feito, foram algumas as dificuldades que enfrentaram estes atletas. Desde a logística relacionada com os transportes à dificuldade para conseguir descansar onde dormiram, isto é, no próprio pavilhão onde competiram no fim-de-semana.

Para Diogo Freitas em particular, a maior dificuldade foi “baixar de peso para conseguir obter resultados”. E apesar de ter partido para Miranda do Corvo com o objectivo de ser campeão nacional na sua categoria, garante que o que mais pesou “era participar e conviver com outras pessoas que praticam a mesma modalidade”. E agora que já sonha em competir a nível internacional, define como meta para o próximo ano passar para a “bem mais difícil” vertente de low kick.

“Trabalhar para evoluir ainda mais e conseguir melhores resultados no próximo ano” é o objectivo de Rogério Rocha, depois deste segundo lugar no campeonato nacional. O bronze conquistou também a única atleta do sexo feminino nesta prova. Nádia Barbosa, apesar de ter definido apenas como objectivo “conseguir um bom desempenho independentemente de ganhar ou perder os combates”.

Luís Ferreira acredita que as conquistas podem ser mais um argumento para cativar novos praticantes. E  agora que a época terminou, o Life Combat Folgosa deverá manter-se activo ao participar em torneios particulares. Além disso, mantém a aposta de associar a modalidade a acções de solidariedade, a par de demonstrações.

Marta Costa