Lutar até ao fim pelos objectivos

0
118

O Águas Santas é o clube maiato de andebol com maior expressão a nível nacional. Neste momento ocupa o oitavo lugar da 1ª Divisão com os mesmo 22 pontos do S. Bernardo, que é nono, e a três pontos do sexto lugar, último de acesso ao play-off para apurar o campeão, e o objectivo definido pela equipa no início da temporada.

O treinador dos maiatos, Paulo Queirós, explica a posição onde se encontram com a dificuldade do campeonato: “Está a ser mais difícil do que nos estávamos à espera. Olhando para o final desta primeira volta, parece-me ajustado o lugar em que nos encontramos. Sabemos que houve jogos em que perdemos por um e com um bocadinho mais de sorte poderíamos chegar à vitória. Vamos continuar na luta até ao final”.

No primeiro jogo da segunda volta, o último do ano, o Águas Santas foi vencer o Sporting da Horta àquela ilha dos Açores. Paulo Queirós afirma que pode ser o começo de uma sequência de resultados positivos: “Iniciámos bem a segunda volta com uma vitória na Horta. Neste campeonato as equipas parecem manter uma irregularidade, mas está a estabilizar. No início, o Porto, que é o campeão nacional, perdeu em casa e o Sporting estava a fazer uma carreira que não estávamos à espera. Ou seja, há muitas surpresas e pode ser que nos calhe a nós pela positiva”.

Apesar das contrariedades, o técnico do Águas Santas ainda acredita que pode chegar ao final da fase regular nos lugares de acesso ao play-off de apuramento do campeão nacional: “Se continuarmos a trabalhar da forma como temos feito até aqui, lutando em cada encontro com seriedade, sabendo que temos de alcançar alguns resultados positivos com equipas que teoricamente são mais fortes que nós, ainda podemos chegar ao almejado sexto lugar. Vai ser muito difícil mas vamos lutar para isso”, finaliza Paulo Queirós.

André Cordeiro