Maia Basket já trabalha

0
167

O Maia Basket já tem o plantel praticamente definido para atacar a edição 2009/2010 da Proliga.

O plantel é constituído por 12 basquetebolistas, João Moita, Luís Ferreira, José Gomes, João Moreira, José Mesquita e Rui Silva, que já faziam parte do plantel do ano passado, Francisco Ascenção, que subiu dos juniores, e as contratações Álvaro Pontes (ex-BC Valença), Daniel Correia (ex-Terceira Basket), Diogo Teixeira (ex-Barreirense), Johnny Coelho e João Diamantino (ambos ex-FC Porto).

No comando técnico da equipa continua Rui Silva, que considera haver uma lacuna no grupo: “Estamos ainda à procura de um extremo / poste que nos faz falta para fechar o plantel. Depois disso, está completo”.

Sobre o início do campeonato, em que começam com duas partidas em casa, frente ao Aliança Sangalhos e Eléctrico, Rui Silva destaca a vantagem de jogos caseiros: “O campeonato, no início, tem a vantagem de termos dois jogos em casa, para podermos começar com duas vitórias. Mas prevejo uma Proliga difícil até porque, juntamente com o Eléctrico, devemos ser as únicas equipas com plantéis exclusivamente portugueses”.

Em relação ao Troféu António Pratas, onde integram o grupo D-Norte, com as equipas Vitória de Guimarães, CD Póvoa/Monte Adriano, FC Porto, Basquete Barcelos e CB Penafiel, o técnico fala na melhor classificação possível como objectivo: “Há jogos muito difíceis, como com o FC Porto, o Vitória de Guimarães., mas vamos tentar fazer a melhor classificação. Se possível em terceiro, já não era nada mau”, afirmou Rui Silva.