Medalha de bronze no Campeonato de Estrada

0
76

O Maia Atlético Clube alcançou um pódio colectivo num Campeonato Nacional, objectivo assumido por Rui Borges desde que assumiu a presidência. O feito foi obtido nos Açores, de onde a equipa formada por Sérgio Silva, Bruno Silva, José Maduro, Pedro Ribeiro e Daniel Pinheiro trouxe as medalhas de bronze do Nacional de Estrada, terminando atrás dos “gigantes” do atletismo português Conforlimpa e Maratona.
O sétimo lugar de Sérgio Silva, o 11º de Bruno Silva, o 15º de José Maduro e o 23º de Pedro Ribeiro na ilha do Pico – o 25º de Daniel Pinheiro já não foi contabilizado, pois pontuam os quatro melhores atletas – deixaram os maiatos à frente do Joane e dos Cyclones, clubes que até ao ano passado iam levando a melhor.

O técnico José Regalo dedicou este feito ao presidente Rui Borges: "O pódio não era uma obsessão, mas sim um objectivo que nos últimos anos tinha fugido por muito pouco, sobretudo na época anterior. Por isso considero que, mais do que um êxito dos atletas foi um sucesso do presidente, que não se rogou a esforços para dotar e manter a equipa com elementos de elevada competitividade".
Ainda em relação à prova realizada nos Açores, os títulos individuais foram para Licínio Pimentel (Conforlimpa) e Sara Moreira (Maratona). Refira-se que esta última treina no Estádio Prof. Dr. Vieira de Carvalho juntamente com os atletas do Maia AC.

Destaque ainda para Gilson Tavares que conseguiu um título inédito para o Maia AC. No pavilhão multiusos de Braga, o atleta maiato conquistou o título de campeão do Norte dos 200 metros, batendo no foto-finish Diogo Santos, do FC Porto, com os mesmo tempo de 22,87 segundos. Numa jornada dupla, e que valia também os títulos regionais do Porto, Gilson Tavares conseguiu ainda a medalha de prata nos 60 metros, com 7,24 segundos.