Nuno Moreira esteve perto das medalhas no mundial de karaté

0
133

Nuno Moreira esteve perto das medalhas nos Mundiais de karaté, que decorreram em Tóquio, no Japão, entre 13 e 16 deste mês, mas não conseguiu obter nenhum das insígnias de troféu da competição.

Apesar de ser ter preparado de forma afincada e planeada para esta competição, e de ter algumas possibilidades, Nuno Moreira sabia que seria muito difícil chegar às medalhas. Nuno compete numa categoria de peso médio, que por norma, apresenta muitos atletas na categoria. Trata-se dos -75kg que continua a ser a categoria mais concorrida e, desta vez, contou com a presença de 90 atletas dos 100 países que estiveram presentes para lutar e alcançar o título máximo.

Para além da medalha de bronze conseguida no mundial de Júnior, o maiato apenas tinha conseguido passar uma eliminatória no último mundial da Finlândia. Desta vez esteve um pouco mais próximo. O atleta teve um bye na primeira eliminatória e já na segunda venceu o atleta da Escócia por 2-1. Na terceira eliminatória o português venceu, por 8-1, e na meia-final de poule perdeu para o sérvio Javanovic, por 0-1, no desempate. Este atleta sérvio teve um desempenho excelente no dia anterior visto que levou a sua equipa a vencer a medalha de prata na prova por equipa.

Por equipas, o maiato cumpriu a sua tarefa, ao eliminar a Eslovénia, por 5-2, e venceu também a Alemanha, por 2-0. Não conseguiram, no entanto, passar a eliminatória por um escasso ponto. No final o maiato conseguiu a melhor prestação portuguesa.

“Não é uma competição fácil, estou ciente que dei o meu melhor, saí de cabeça levantada pela garra maiata que demonstrei nesta prova. Estou certo que a trabalhar assim, e a fazer o que fiz, em breve poderemos receber esta medalha importante para este concelho, que tanto apoia os atletas e os clubes”.

Nuno Moreira foi, entretanto, convidado para participar em mais um Masters da modalidade. Vai estar, em concreto, no Grand Masters de Las Palmas, Espanha, onde o Clube de Karaté da Maia também estará a representar Portugal.

(Notícia desenvolvida na edição de sexta-feira de Primeira Mão)