Objectivo atingido, missão cumprida

0
73

É esse o sentimento vivido por estes dias no Castelo da Maia Ginásio Clube. Os voleibolistas castelenses propuseram-se a terminar a fase regular da Divisão A1 de Seniores Masculinos nos quatro primeiros lugares e foi mesmo isso que conseguiram.

Na última jornada, os comandados de Alexandre Afonso receberam o Vitória de Guimarães numa partida em que tanto vimaranenses como maiatos já sabiam em posição terminariam esta fase: terceiro e quarto, respectivamente.

No entanto, este facto não impediu que se assistisse a um bom jogo de voleibol, com mudanças no marcador e emoção até ao último ponto. No final foram os homens do Castelo a festejar mais uma vitória por 3-2, com parciais de 25-22, 22-25, 21-25, 25-18 e 15-13.

O técnico dos maiatos, Alexandre Afonso, mostra-se satisfeito com os resultados desta fase: “Correu dentro das nossas expectativas inicias. Conseguimos colocar-nos entre os quatro primeiros, ganhámos jogos a adversários que terminaram à nossa frente e finalizámos com uma vitória espectacular frente ao Vitória. Penso que o segredo foi a regularidade e a grande equipa que temos”.

O Castelo vai agora defrontar os açorianos do Fonte Bastardo, equipa que terminou na quinta posição. O primeiro jogo realiza-se na Maia no dia 20 de Fevereiro e o segundo é nos Açores a 27 de Fevereiro. Alexandre Afonso espera dificuldades mas revela a ambição de chegar às meias-finais: “Ao ficarmos em quarto lugar na fase regular queremos também ficar nos quatro primeiros dos play-offs e isso passa por chegar às meias-finais. Penso que não há favoritos porque são duas equipas fortes e equilibradas. O Fonte Bastardo teve algumas lesões durante a fase regular, vai ser um adversário difícil mas queremos vencer”, atira o técnico.

As outras partidas dos quartos-de-final da Divisão A1 são Sporting de Espinho (1º) – Marítimo (8º), Benfica (2º) – Esmoriz (7º) e Vitória de Guimarães (3º) – Ginásio Vilacondense (6º).

Antes da fase decisiva da Divisão A1 o Castelo da Maia concentra-se na Taça de Portugal. Os maiatos jogam já amanhã, às 16h00, em casa do Académico de Espinho, também os quartos-de-final. Alexandre Afonso relembra a derrota para o campeonato mas espera que desta feita seja diferente: “Nós perdemos lá na fase regular porque nos faltou uma pontinha de sorte. Esperemos que este jogo tenha uma história diferente, até porque é uma prova a eliminar e quem perder salta fora”, finalizou Alexandre Afonso.

André Cordeiro