Pedras Rubras: Jornada feliz

0
173

O Pedras Rubras teve uma boa entrada em 2011. Os homens do aeroporto empataram em casa com o líder Infesta no primeiro jogo do ano, mas no passado fim-de-semana venceram em casa do Pedrouços e viram os mais directos adversários perderem pontos.

O treinador do Pedras Rubras, Caneco, está satisfeito com a entrada da equipa no novo ano, mas ainda assim queria mais: “Tínhamos acabado bem o ano mas não começámos da melhor maneira. Queríamos ganhar ao Infesta, não conseguimos, apesar de tudo termos feito. Faltou melhor finalização. Na segunda parte criámos boas situações para marcar e não conseguimos. A primeira parte até foi equilibrada, mas na segunda só deu Pedras Rubras”, diz o técnico.

Na jornada do passado fim-de-semana os homens do aeroporto bateram o Pedrouços fora, por 1-0, numa ronda que marcou o final da primeira volta. Um jogo onde foi preciso suar muito: “Contra o Pedrouços era um jogo difícil como são todos. Duas equipas da Maia, ainda por cima eles precisam muito de pontos para fugir à despromoção. Só com muito rigor, empenho e capacidade de sofrimento dos jogadores conseguimos os três pontos”, refere o treinador do Pedras.

A jornada acabou por sorrir mais do que o Pedras Rubras contava uma vez que os adversários directos perderam pontos. Caneco mostra-se agradado mas afirma que ainda há muito campeonato pela frente: “Claro que é melhor ter seis pontos de avanço do que ter três, mas há muito para jogar e nós temos que nos preocupar em fazer o nosso trabalho e só depois esperar pelos outros. Mas de facto foi uma semana me cheio. O Infesta empatou, o Grijó, que é terceiro, perdeu e o Nogueirense, que é quarto, também empatou. Isto dá-nos mais motivação para continuar”, afirma o técnico dos homens do aeroporto.
No início da segunda volta, que tem lugar já amanhã à tarde, o Pedras Rubras viaja até Gondomar para enfrentar o S. Pedro da Cova. Um jogo onde Caneco não espera facilidades: “Esperamos dificuldades, mas estamos conscientes do nosso valor e tudo vamos fazer para ganhar. É sempre um terreno difícil, eles estão no meio da tabela e precisam de pontos”, finaliza o treinador do Pedras Rubras.

André Cordeiro