Pedras Rubras regressou ao trabalho a pensar na subida de divisão

1
274

O FC Pedras Rubras regressou ao trabalho no sábado tendo em vista a preparação da nova época desportiva. E o objectivo é só um: lutar pela subida à III Divisão Nacional. É um compromisso assumido pela equipa técnica e pela direcção do clube do aeroporto.
Na época passada ficaram em terceiro lugar e, este ano, querem fazer melhor, garante o treinador, Caneco. “Nós temos as nossas ambições e é com muita atitude, muito trabalho, muita entrega dos jogadores que vamos conseguir fazer isso”.

Também o chefe do departamento de futebol, Carlos Caetano, recorda que esse era o objectivo traçado na época passada. Mas, “são as contingências do futebol e temos que saber lidar com elas e, portanto, hoje partimos com o mesmo objectivo que tínhamos no ano passado que é subir de divisão”, sublinha.
Contudo, Caneco tem consciência que a tarefa não vai ser fácil porque “o campeonato vai ser mais competitivo do que na época passada porque desceram equipas dos nacionais, o caso do vizinho FC Infesta, e tem equipas como o Custóias e o Salgueiros que são equipas boas”, justifica.
Confiante quer na equipa técnica quer nos atletas, o presidente do clube, Sousa e Silva, recorda que o sucesso das equipas resulta “mais do trabalho dos jogadores do que da tradição porque a tradição só serve para ser mudada, não serve para mais nada”.

Reconhece que há um grupo de clubes com aspirações, alguns dos quais com aspirações legítimas, no entanto, “só um é que sobe”.
Não foi a actual equipa técnica que escolheu o plantel da época passada, por isso, Caneco tentou agora dar o seu cunho pessoal ao grupo de trabalho. Cerca de metade do plantel saiu. “Fomos buscar os jogadores que achamos que nos faziam falta. Uma das lacunas na época passada era que fazíamos poucos golos, defendíamos muito bem mas finalizávamos muito pouco e uma equipa que tem ambições tem que marcar golos. Apostamos um bocadinho nisso, estamos contentes com o plantel que temos, agora vamos ver, só com o trabalho é que vamos ver o que o plantel nos dirá”, justifica o treinador.
O técnico da formação de Pedras Rubras tem à sua disposição 20 atletas. No primeiro dia de trabalho não contou com a presença de Tiago Pessoa, a contas com uma lesão, e Alex que ainda se encontrava de férias.

Não assume que o plantel esteja fechado a 100 por cento porque, às vezes, “pode aparecer uma situação que seja vantajosa para o clube e a gente não vai enjeitar isso”. Para já, este é o grupo de trabalho que foi escolhido pelo técnico e que o deixa satisfeito.
Um plantel que também se enquadra na capacidade financeira do clube do aeroporto assume o chefe do departamento de futebol. São cerca de quatro mil, cinco mil euros. “Não é fácil porque nós vivemos com algumas dificuldades”, sublinha Carlos Caetano.

Preparação

Para além dos treinos normais, o Pedras Rubras têm já uma série de jogos treino marcados com o Alfenense (dia 10), Ermesinde (11), Sousense 814) e Sandinenses (18). O clube vai ainda participar nos torneios organizados pelo Maia (21 e 22) e pelo Folgosa (28 e 29). Para o dia 1 de Setembro está agendado o jogo de apresentação aos sócios.
O Pedras Rubras dá o pontapé-de-saída, no dia 12 de Setembro, em casa, frente ao S. Pedro da Cova. “Está tudo programado para nós conseguirmos o que pretendemos”.

Isabel Fernandes Moreira

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.