Pedro da Clara a pensar no Europeu

0
122

Está definido o objectivo de Pedro da Clara: vencer, pela terceira vez, o Campeonato de Portugal de Boccia. Aquela que é considerada a prova mais importante da modalidade, no nosso país, terá como palco a cidade de Gondomar, onde vai estar o jovem atleta maiato. E daqui deverão sair os três atletas convocados para representar Portugal no Europeu de Boccia deste ano.

A meta foi ontem definida por Pedro da Clara, depois de mais um segundo lugar conquistado no Campeonato Nacional de Boccia, em Espinho. Logo no primeiro jogo, o maiato defrontou um atleta de Faro e venceu por expressivos 11-1. Seguiu-se o embate com um atleta da capital, com mais uma vitória, mas por 6-2. Mas a sorte mudou a partir deste momento, seguindo-se a derrota por 6-0, frente a um adversário da Póvoa de Varzim.

O regresso às vitórias aconteceu no jogo com um atleta de Lisboa, “que tacticamente não é fácil encontrar na nossa classe”, sublinha Pedro da Clara, que venceu por 8-3. Já no domingo, discutiu o segundo lugar do pódio com o tri-campeão do Mundo e acabou por vencer, novamentem por 5-2.

esmotivado pela derrota frente ao poveiro (a nível individual), admite o jovem maiato, o encontro de pares que colocou frente a frente a equipa do FC Porto – Pedro da Clara, Ana Gonçalves e Manuel Lopes – e uma de Lisboa, terminou com nova derrota, também por 6-0, para os nortenhos. “Essa foi a pior fase do campeonato para mim e faço questão de assumir a responsabilidade de não termos conseguido vencer”, reconhece Pedro da Clara.

Também em Espinho, e de forma intercalada com a prova individual, decorreu o Campeonato Nacional de Boccia em pares. Com os colegas do FC Porto Ana Gonçalves e Manuel Lopes, Pedro da Clara conquistou mais um segundo lugar no pódio.

Em termos globais, o atleta maiato considera o saldo “bastante positivo” nas duas competições, concluindo que o trabalho “efectuado tem dado frutos”.

Marta Costa