Pedro da Clara aquém dos objectivos

0
119

A selecção nacional de boccia terminou o campeonato da Europa da modalidade com um saldo positivo de seis medalhas: duas de ouro, três de prata e uma de bronze. Saiu medalhada em todas as categorias.

Foi o que conseguiram os 11 atletas portugueses em prova neste Europeu de Boccia, num universo de 129 atletas de 20 países. Entre eles, o maiato Pedro da Clara, atleta do desporto adaptado do FC Porto e este ano convocado pela seleccionadora nacional de boccia.

A competição decorreu no Pavilhão Municipal da Póvoa de Varzim, entre os dias 25 de Junho e 2 de Julho. Decorridos apenas dois dias de competição, já Portugal tinha conquistado o título de campeão europeu, na categoria de Pares BC3, em que participaram Luís Silva, Mário Peixoto e José Carlos Macedo. E garantia o Ouro em equipas BC1 / BC2, com os atletas João Paulo Fernandes e António Marques (BC1), Cristina Gonçalves, Fernando Ferreira e Pedro Silva (BC2), frente aos britânicos.

Já na categoria BC4, Pedro da Clara, José Costa e Fernando Pereira garantiam apenas o segundo lugar do pódio, sagrando-se a Grã-Bretanha campeã europeia da categoria, ao triunfar por 4-3.

“Prova super exigente”

Seguiram-se as provas individuais, com a selecção das quinas a garantir mais quatro medalhas. O ouro foi conquistado por Fernando Ferreira, na classe BC2, depois de derrotar o espanhol Manuel Martín, por 4-1.

Na classe BC1, João Paulo Fernandes ainda chegou à final, disputada com o britânico David Smith, mas acabou por não conseguir melhor do que a prata, ao perder por 8-0. Outro segundo lugar no pódio foi conquistado por Fernando Pereira, em BC4, que disputou a final com o checo Radek Prochazka. Este acabou por vencer, por 3-2.

Em prova estiveram ainda José Costa e o maiato Pedro da Clara, que não conseguiu passar dos oitavos-de-final, saindo derrotado por 5-3 pelo eslovaco Martin Streharsky. Na fase de grupos, tinha somado duas vitórias e uma derrota, respectivamente, frente ao dinamarquês Morten Rasmussen (8-4), Jamie Kelly (10-0) e Dezso Béres (6-3). Este foi, aliás, o atleta que afastou José Costa da prova, já nos quartos-de-final.

No balanço da participação neste Campeonato da Europa de Boccia, Pedro da Clara confessou a PRIMEIRA MÃO não ter ficado totalmente satisfeito com as provas, a nível individual. Mas “foi uma óptima experiência e muito importante ter competido contra alguns dos melhores jogadores do Mundo, numa prova super exigente, que apesar de tudo, considero positiva para mim”, sublinhou o atleta, a treinar no FC Porto.

Marta Costa

(Notícia a desenvolver na edição de sexta-feira de Primeira Mão)