Pedro da Clara no Mundial de Boccia (áudio)

0
127

Na mesma semana em que Carlos Queirós divulgou o lote de eleitos para o campeonato do Mundo de Futebol, Pedro da Clara foi convocado para vestir as cores nacionais no Mundial de Boccia, este ano a decorrer em Lisboa, entre os dias 30 de Maio e 10 de Julho. O presente para o atleta maiato do desporto adaptado chegou no final da participação no Campeonato Nacional – Fase Final, em Sátão, e não zona Norte como PRIMEIRA MÃO, por lapso, referiu na edição passada.

Em Viseu, onde se deslocou já de olhos postos no mundial da modalidade, Pedro da Clara estreou-se com uma vitória categórica por 13-1, frente a Alcino Cardoso (Lisboa). Seguiu-se novo triunfo, mas por 6-1, perante José Costa (Póvoa de Varzim). “Mais complicada foi a terceira partida desta fase final do campeonato, quando defrontou Fernando Pereira (APPC do Porto). Foi “um daqueles jogos de nervos, mesmo complicado”, que só ficou decidido no parcial de desempate, perdendo o maiato por 4-5. mais surpreendente foi a derrota seguinte, por 1-4, com o lisboeta Nuno Guerreiro.

[audio:JOGOS_BOCCIA.mp3]

Já na disputa dos segundo e terceiros lugares desta fase final, Pedro da Clara levou a melhor sobre Susana Barroso, também da capital, ao triunfar por 8-2, somando um total de 32 pontos. Com este segundo lugar na fase final do campeonato nacional de boccia, chegou também a desejada notícia. À conversa com a seleccionadora nacional, o atleta maiato do FC Porto ficou a saber que estava entre os 11 eleitos para representar Portugal no mundial de que é este ano anfitrião.

Para Pedro da Clara, a chamada ao campeonato do Mundo “é sempre o expoente máximo” e “depois dos treinos, de todo o sacrifício durante o ano, vermos que o trabalho realmente valeu a pena”. E foi “muito esforço, mesmo”, sobretudo durante a semana, recorda o atleta, que trabalha na Junta de Freguesia da Maia e treina ao final da tarde, já quando “os índices físicos já não são os mesmos”. Mais ainda quando sublinha que este reconhecimento não é apenas do trabalho da época, mas sim dos últimos cinco a seis anos, quando, “a partir de uma certa altura, o objectivo foi sempre ir à selecção”.

[audio:SONHO_PEDRO.mp3]

Já teve essa oportunidade no Europeu de Boccia, mas o orgulho de representar Portugal é ainda maior no campeonato do Mundo que se aproxima e onde terá oportunidade de defrontar atletas – de Hong Kong e do Brasil – com quem já sonhou medir forças. Por isso, impõe-se trabalhar ainda mais, tendo já no próximo fim-de-semana, em Coimbra, o primeiro estágio da selecção nacional de boccia a pensar no mundial da modalidade. Na classe BC4 estão ainda Fernando Pereira e Susana Barroso. Juntam-se António Marques e João Paulo Fernandes (BC1), Fernando Ferreira, Cristina Gonçalves e Pedro Silva (BC2) e ainda Armando Costa, José Carlos Macedo e Abílio Gonçalves (BC3)

Marta Costa