Pilotos maiatos de novo no pódio em Famalicão mas desapontados

0
287
- Publicidade -

Uma vez mais o Fiat punto da dupla de pilotos maiatos Carlos e Diogo Gonçalves estiveram em grande destaque, conseguindo alcançar de novo um honroso segundo lugar em termos de categoria.

Se o Fiat Punto da dupla maiata chegou ao final sem problemas, pelos vistos a atitude desportiva de um adversário, deixou Carlos Gonçalves aborrecido, como descreveu no final a forma como decorreu mais este rali: “o rali em si correu bem, sem problemas de maior com o carro, foi felizmente mais um pódio, com um 2º lugar na Classe X 1-8 e 29º lugar à geral.

Não foi um rali muito fácil, longe disso, com um resultado final com um sabor a vitória, isso porque houve um adversário que ficou à nossa frente que incorreu num erro, que dá direito à desclassificação, e que no final da prova assumiria o erro perante nós de forma humilde.

Até aqui tudo bem, só que não entendo, por vezes, a natureza de certos seres humanos, pois as declarações deste piloto sobre o que aconteceu na estrada perante o colégio de comissários desportivos foram completamente contrárias ao que disse à nossa equipa.

Lamento profundamente que este piloto tenha assim atuado, pois não foi de modo algum uma pessoa de palavra, quando em pleno troço de ligação procede à substituição de uma bateria, algo que os regulamentos da prova não permitem, mas a verdade é que esse senhor transgrediu todas as regras.

Por outro lado, a atuação do colégio de comissários presentes, e muito mais surpreendido fiquei com os comentário do Sr. António Castro Faria, que foi um dos elementos que fez parte do colégio de comissários, que informou que a história descrita por esse piloto foi completamente diferente, e que por causa disso não haveria nenhuma desclassificação, mantendo-se tudo como estava, o que é uma grande injustiça, e merece ser logicamente denunciada”.

Esta situação deixou a dupla de pilotos desapontada e triste, referindo que é uma situação com a qual “o Team MMA não gosta de pactuar”, ao ponto de Carlos Gonçalves adiantar, em nota de imprensa enviada à nossa redação, que os pilotos estão seriamente a considerar “abandonar o Campeonato Regional de Ralis da zona Norte e optar por outra disciplina do automobilismo”.

- Publicidade -