Santos Cardoso e adjunto obrigados a ficar na bancada

0
149

Foi na bancada que Santos Cardoso assistiu ao jogo entre o Castelo da Maia e o Ermesinde, na jornada do último fim-de-semana. O treinador foi castigado pelo Conselho de Disciplina da Associação de Futebol do Porto (AFP) com um mês de suspensão e 100 euros de multa. O mesmo castigo foi aplicado ao seu adjunto, Luís Freitas. Na origem da decisão do Conselho de Disciplina estão os protestos dos dois técnicos no jogo da jornada 24 com o Leça do Balio, e que finalizou com um empate a uma bola.

Santos Cardoso diz que se tratou de “uma situação normal” no futebol e que consistiu na contestação de um lance que considerou “mal ajuizado” e que, afirma, tinha por fim “prejudicar” a equipa do Castelo. Aliás, diz mesmo que em termos de arbitragem, o jogo em causa “foi mau de mais para ser verdade”. Em causa está “um fora de jogo tirado pelo juiz de linha” do lado oposto ao banco dos jogadores, na segunda parte do encontro. Um lance que Santos Cardoso acompanhou e que considerou não existir. “Levantei-me, abro os braços, não tratei mal ninguém, porque por norma não é a minha maneira de estar, pedi logo a toda a gente para se retirar e ir para o banco. E o juiz de linha do lado dos bancos, chamou o árbitro e dá-lhe a indicação. O árbitro chega ao nosso banco, chamou a mim e ao meu adjunto e expulsou-nos”, conta Santos Cardoso, que estranha o facto de não terem sido chamados à atenção por parte do juiz de linha, “como é normal”. Com este castigo, o treinador e o seu adjunto continuarão afastados do banco dos jogadores durante as próximas três jornadas.

Quanto ao jogo da jornada passada, o Castelo da Maia perdeu em casa com o Ermesinde, por 3-1. O encontro ficou marcado por um auto-golo de Pedro Dias, do Gondim aos 54 minutos.

Na análise ao encontro, Santos Cardoso disse que a equipa não esteve bem, ao contrário do que tem sido o seu desempenho desde o início da temporada. Foi a primeira vez que o Castelo sofreu três golos em 90 minutos. “Não gostamos de perder e ficamos um pouco tristes e chateados com o que se passou com o Ermesinde. É uma situação natural do futebol, é daqueles jogos em que as coisas não saem bem. Foi um jogo mesmo muito mau que não nos correu nada de feição”, lamentou Santos Cardoso. O sistema defensivo da equipa não funcionou como é seu hábito, segundo o treinador.

Nesta altura, o Castelo está em oitavo lugar, com 41 pontos. Soma 11 vitórias, oito empates e seis derrotas. Há várias jornadas que a equipa se tem mantido entre o sétimo e o oitavo posto. O objectivo do treinador, continua a ser finalizar a temporada entre os seis primeiros.

Este domingo, o Castelo da Maia desloca-se ao terreno do Labruge, o último classificado da tabela classificativa. Para este jogo, Santos Cardoso não vai poder contar com três dos seus homens, Pedro Teixeira, Raposo e Sanches, devido a lesão.

O Gondim joga com o Desportivo de Portugal, no encontro da jornada 26. Vai ter pela frente o 12º classificado, com 26 pontos. Do lado do Gondim, os homens de Américo Santos voltaram a perder no passado domingo, na visita ao Serzedo, por 2-0. Os dois únicos golos do encontro e que deram a vitória ao Serzedo foram marcados por Javier aos 72 minutos e Miguel Carvalho aos 75 minutos.

Fernanda Alves