Sara Oliveira segunda no Grande Prémio da Maia (com áudio)

0
233

 

Foto da Liga Portuguesa de Criadores e Proprietários de Cavalos de Corrida (via Facebook)

Foi um sucesso o fim-de-semana equestre no Hipódromo Municipal de Silva Escura, na Maia. E acima das expectativas da organização. Provas bastante disputadas e grande adesão do público às actividades organizadas marcaram o evento promovido pelo Centro Equestre da Maia e pela empresa Rota dos Eventos, com o apoio da Câmara Municipal da Maia

O destaque vai para a prova de Masters, no sábado, à noite, na primeira vez que o hipódromo acolheu uma prova nocturna de cavalos, admite o presidente do Centro Equestre da Maia, Manuel Armando:

[audio:19_set_manuel_expectativas.mp3]

Mas ao longo de todo o dia, já o hipódromo esteve repleto de público e de participantes, que começaram a chegar na sexta-feira à noite para participarem nos saltos de obstáculos, já que este ano tinham boxes amovíveis disponibilizadas pela organização.

Outro destaque vai para a manhã de domingo, reservada aos baptismos a cavalo. Conta Manuel Armando que houve mesmo quem esperasse cerca de duas horas para esse primeiro contacto e primeiro passeio a cavalo.

[audio:19_set_sonho_cavalo.mp3]

À tarde, realizou-se a prova oficial, o Grande Prémio da Maia, a contar para o campeonato nacional de corridas de cavalos a trote e a galope. Foi “muito renhida”, destaca o presidente do Centro Equestre da Maia, tendo-se destacado alguns concorrentes da Maia, em algumas das provas disputadas. O Grande Prémio acabou por ser ganha por uma quadra de Guimarães, mas a maiata Sara Oliveira, da quadra Maia Alfe, terminou em segundo lugar, embora fosse necessário recorrer ao foto finish.

Outro maiato, Ricardo Duarte, já tinha vencido no sábado à noite a prova de Masters, que tinha um prize money de mil euros.

Conclui Manuel Armando que, “de longe, ultrapassou a expectativas”, admitindo que foi uma receita de sucesso o fim-de-semana equestre. E já se pensa na próxima iniciativa do género, de preferência ainda melhor, que deverá ocorrer dentro de aproximadamente um mês, quando o Hipódromo Municipal de Silva Escura voltar a acolher uma prova do campeonato nacional. “Para que, de facto, as pessoas comecem a participar e a ter este contacto com os cavalos e com a natureza, porque aquele é um espaço magnífico”, destacando-se também na Área Metropolitana do Porto.

Marta Costa