Volta para Todos “mais fácil”

0
155

Vencedor da Volta à Maia para Todos

À semelhança do que já tinha acontecido em 2009, a União Ciclista da Maia (UCM) abriu a festa do ciclismo à participação de amadores, com a segunda Volta à Maia para Todos, no sábado de manhã. Foram cerca de cem os corredores que percorreram os 35 quilómetros da prova aberta à população em geral. E este ano, com algumas alterações depois das chamadas de atenção feitas à organização.

Face às reacções dos participantes da primeira edição, a direcção da UCM ajustou o percurso “para tornar a prova mais fácil, mas com a selecção que se deseja, de forma a termos um justo vencedor”, justificou o presidente, Paulo Couto, admitindo que a fórmula este ano adoptada parece ter sido do agrado dos participantes.

[audio:TODOS_VOLTA.mp3]

Os melhores desta prova também subiram ao pódio para receberem os respectivos prémios. O primeiro a cortar a meta foi Humberto Xavier Silva, seguindo-se Luís Machado e, o terceiro mais rápido, Manuel Zeferino, director desportivo da antiga equipa profissional de ciclismo da União Ciclista da Maia.

Mas se esta classificação parece não merecer dúvidas, o mesmo não se pode dizer da restante tabela. No site da Internet da UCM são inúmeros os comentários à notícia “Volta à Maia para Todos: Humberto Xavier foi o mais forte”. De desagrado. São diversos os participantes que lamentam o facto de terem sido considerados “desistentes”, apesar de terem terminado a prova. Há mesmo quem sugira a correcção da respectiva classificação, “porque senão correm o risco de para o ano correrem só com os que foram classificados!!!”.

Marta Costa