300 empresários já entregaram candidatura a apoio municipal da Maia: até 2 de abril decorrem candidaturas ao PEADEL

0
203
imagem canva
- Publicidade -

O Programa Extraordinário de Apoio Direto à Economia Local contempla um valor global de 1,2 milhões de euros e ainda aceita candidaturas até ao dia 2 de abril, próxima sexta-feira.

Ao que apurámos junto do executivo, até ao passado dia 22 de março, tinham dado entrada 300 candidaturas, encontrando-se algumas ainda em análise para aprovação.

O Programa Extraordinário de Apoio Direto à Economia Local (PEADEL), promovido pelo município maiato, atribuirá às empresas, a fundo perdido, o equivalente a um salário mínimo (635 euros) por cada trabalhador.

“Apoio musculado” às empresas foi como lhe chamou o presidente da autarquia da Maia, Silva Tiago, quando o apresentou à comunicação social.

Empresários em nome individual, micro e pequenas empresas da Maia, com volume de negócios até 350.000 euros em 2019, são os destinatários da medida aprovada pela Câmara Municipal da Maia.

As empresas e empresários em nome individual, com sede ou domicílio fiscal e atividade na Maia, e que tenham tido uma quebra de faturação em 2020 igual ou superior a 35%, podem candidatar-se, a partir de 2 de fevereiro, ao Programa Extraordinário de Apoio Direto à Economia Local, que apoia a fundo perdido com um montante de 635 euros por cada trabalhador, até ao limite de 7.000 euros por empresa.

O presidente do Município, sublinha que “está em causa a sobrevivência de muitas empresas e muitos postos de trabalho. Sendo os apoios governamentais à economia claramente insuficientes face à crise espoletada pela pandemia, a Câmara não pode ficar indiferente ao impacto que o confinamento provoca em todos aqueles que exercem a sua atividade no território da Maia”.

Áudio:

Informação e candidaturas em www.cm-maia.pt/peadel/

- Publicidade -