Arrendamento de escritórios na Maia continuou atrativo até no estado de emergência

0
238
mercado de arrendamento
empresários

Durante o período extraordinário do estado de emergência, provocado pela pandemia da Covid-19, vários foram os sectores que viram impactados os seus negócios em Portugal. Mas a consultora imobiliária CBRE divulga agora que os mercados da Maia, bem como do Porto e Matosinhos, mantiveram a atratividade.

A CBRE refere que concretizou o arrendamento de 7500 m2 de escritórios nos concelhos do Porto, Matosinhos e Maia.

Esta performance foi alcançada exclusivamente por empresas internacionais, o que vem confirmar a atratividade de Portugal como país e da região do Porto, em particular.

Estas transações vêm também certificar as tendências previstas pela CBRE no início deste ano, que indiciavam a procura por parte das empresas internacionais de espaços de escritórios na cidade invicta, com o propósito de instalarem as suas áreas de investigação e desenvolvimento (R&D), empresas do sector tecnológico, tanto nacionais como estrangeiras.

Apesar do abrandamento causado pela pandemia, o segmento de escritórios manteve-se dinâmico e a consultora imobiliária garantiu a capacidade de resposta e acompanhamento dos clientes.