Câmara da Maia desvaloriza PIDDAC 2009

0
194

O presidente da Câmara Municipal da Maia já reagiu ao PIDDAC 2009. Bragança Fernandes considera pouco os cerca de 399 mil e 600 euros de investimento previstos no Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central, para o próximo ano.

Mais uma vez, o autarca desvaloriza o documento, por temer que alguns projectos fiquem pelo caminho. E lamenta que não sejam contemplados os investimentos que considera mais prioritários. Dá como exemplos as obras associadas ao projecto do Metro do Porto, o alargamento da Estrada Nacional 14 e os quarteis para as forças de segurança.

Bragança Fernandes estranha, também, que não haja investimentos previstos para a requalificação das escolas.

Ouça as declarações de Bragança Fernandes.

Dos projectos contemplados para a Maia, n0 PIDDAC 2009, fazem parte o Centro de Saúde da Maia, o Centro de Emprego, a ampliação e requalificação da Escola EB 2,3 da Maia e a Construção da Escola / Sede da Banda Marcial de Gueifães.

Marta Costa

(Notícia a desenvolver na edição de sexta-feira de Primeira Mão)