MaiaFinicia poderá ter uma segunda edição

0
151

A Câmara Municipal da Maia quer ajudar os jovens a criar e desenvolver os seus negócios. E por isso, está em fase de negociação com o BES, o IAPMEI e restantes parceiros (Tecmaia e Norgarante) um MaiaFinicia II, que terá uma dotação de 250 mil euros. “Estamos a tentar criar riqueza para o concelho e para a economia, que é bem preciso. O que eu quero é que cresçam novas empresas no concelho, dar a oportunidade aos jovens de investir para criar riqueza para este país”, referiu o presidente da Câmara da Maia, no final da assinatura de mais um contrato de financiamento.

Os 500 mil euros de dotação do primeiro Fundo de Financiamento às Micro e Pequenas Empresas da Maia está praticamente esgotado. Restam apenas 16 mil euros, que já têm destino certo, uma vez que está prestes a ser concluída a análise financeira de uma candidatura. O financiamento concedido pelo MaiaFinicia chega já aos 484 mil euros, beneficiando 13 micro e pequenas empresas do município. Desse total, 97 mil euros são investimento municipal. “Não tem havido incumprimentos, o que prova que estão bem. As informações que eu tenho é que estão bem e a crescer”, adiantou Bragança Fernandes.
A Topogonal – empresa de topografia e planeamento, com sede na freguesia de Pedrouços foi a 13º empresa a celebrar um contrato de financiamento ao abrigo do MaiaFinicia, no valor de 45 mil euros. A câmara da Maia apoia com 20 por cento do valor financiado, sem qualquer juro ou taxa. Os restantes 80 por cento são financiados pelo BES sob a forma de empréstimo, com uma taxa mais baixa e com um período de carência de 12 meses.

A verba irá permitir à Topogonal investir na aquisição de equipamentos de tecnologia avançada, possibilitando a concretização de um projecto já com seis anos. “Desde 2005 que está na minha mente este projecto de gestão de redes de infra-estruturas municipais e criação de sistema de informação geográfica. Estabeleci vários contactos, até que cheguei ao programa MaiaFinicia. É um apoio interessante, e vamos aproveitá-lo para desenvolver os projectos que temos em mente”, revelou Vladimiro Ferreira, administrador da Topogonal.
O investimento poderá ainda contribuir para a criação de novos postos de trabalho, no mínimo quatro, de acordo com o empresário.

Fernanda Alves