Mercosur abre escritório na Maia (vídeo)

0
231

O Presidente da Câmara do Comércio da Mercosur, Miguel Paletta, esteve na Maia na passada sexta-feira, ao fim da tarde. Estava previsto um encontro com o presidente da câmara, Bragança Fernandes, mas acabou por ser recebido pelo vereador das Relações Internacionais, Paulo Ramalho. Seguiu-se uma visita ao Parque de Ciência e Tecnologia da Maia (TECMAIA) e o anúncio de um novo escritório da Mercosur em solo nacional.

O objectivo da visita foi estreitar a cooperação económica entre a Maia e os países que fazem parte da Mercosur, organização da qual fazem parte países como o Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Durante a visita ao TECMAIA, Miguel Paletta confessou ser a primeira vez que vem a Portugal e mostrou-se impressionado com o pólo de ciência maiato. “É algo fabuloso. Nunca tinha visto um centro com a tecnologia que tem o TECMAIA”. Boas impressões que se vão repetir em Outubro, data da inauguração do escritório da Mercosur na Maia, precisamente no TECMAIA. Enquanto esse mês não chega, ficou o desejo de “fazer um trabalho em conjunto, aproveitando a experiência que temos e também a experiência que há aqui na Maia. O novo escritório vai servir também para a entrada de empresários da Mercosur na Europa”, adiantou Miguel Paletta.

Para Paulo Ramalho, esta iniciativa “serve para internacionalizar a Maia, para criar sinergias com outras comunidades internacionais que sejam capazes de acrescentar valor à Maia”. A visita de Miguel Paletta à Maia serviu também para uma pequena reunião num intervalo da visita, na qual foram delineadas algumas estratégias. De resto, disse Paulo Ramalho que “a internacionalização das empresas tem de ser um desiderato do país e do município da Maia. Queremos que empresários invistam na Maia”. Em relação à visita do próximo mês de Outubro, Paulo Ramalho adiantou também que vai ser celebrado “um acordo de parceria para podermos dinamizar a actividade económica da Maia, criando condições para ela se internacionalizar ainda mais junto dos países que fazem parte da Mercosur”. Para rematar, o autarca também não poupou elogios ao TECMAIA, ao enunciar as capacidades geoestratégicas com espaço.

Pedro Póvoas