Saint-Gobain investe 1,2 ME em nova linha de produção em Aveiro

0
362
imagem de arquivo
- Publicidade -

A multinacional francesa Saint-Gobain investiu 1,2 milhões de euros numa nova linha de pastas de produção, em Aveiro, que lhe permitirá a ampliar a oferta de produtos Weber e incrementar a produtividade, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o grupo – que se apresenta como “líder no setor da construção e um dos 100 maiores grupos industriais do mundo” – refere que a nova linha, já operacional desde novembro, permitirá “ampliar a capacidade de produção dos produtos de revestimento de fachadas, assim como a possibilidade de produzir novos produtos nas gamas de colagem e pavimentos”.

“Adicionalmente, o investimento levará a um ‘upgrade’ da automação dos processos, permitindo um incremento da produtividade”, aumentando “substancialmente o volume da torre existente, o que terá impacto na área de produção disponível para a linha”, acrescenta.

Segundo explica, o objetivo é “dar resposta ao crescimento de vendas experimentado no mercado português” e “reforçar a posição de liderança da empresa na experiência e satisfação do cliente, necessidades do mercado, produtividade, sustentabilidade, eficiência energética e conforto integral dos edifícios”.

Fundada há 350 anos e comercializadora de produtos para o setor da construção e indústria, a Saint-Gobain tem sede em Paris e está presente em 70 países, empregando 170.000 colaboradores.
O grupo opera nas áreas de negócio da distribuição de produtos de construção, vidro plano, gesso, isolantes, argamassas, produtos de exterior e canalização.

Em Portugal, a Saint-Gobain está presente desde 1962, ano em que a Cristaleria Espanhola chegou ao país, mediante uma participação na Companhia Vidreira Nacional S.A (Covina).

Desde então a empresa tem vindo a expandir a atividade no país, operando atualmente nos mercado da construção, no setor automóvel e na indústria, com um total de 11 empresas, oito fábricas e 800 colaboradores e vendas de 230 milhões de euros em 2019.

Em julho passado, a multinacional francesa tinha já anunciado um investimento de 5,3 milhões de euros numa nova unidade de produção na Maia dedicada aos produtos abrasivos, com abertura prevista para 2021 e que criará mais de 200 novos empregos.

- Publicidade -