Sociedade de Transportes Coletivos do Porto aumenta capital social para 322ME

0
246
STCP
- Publicidade -

A Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) aumentou o seu capital social para 322 milhões de euros, segundo informação publicada esta quinta-feira na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“O capital social da STCP é atualmente de 322.080.560,00 euros representado por 64.416.112 ações em forma meramente escritural com valor nominal unitário de cinco euros”, refere.

De acordo com a CMVM, “por deliberação do Estado Português a 30 de dezembro, como acionista único da STCP, o capital social da empresa foi aumentado em dois milhões de euros, através da emissão de 417.194 novas ações nominativas no valor de cinco euros”.

Entretanto, a 31 de dezembro, o Governo anunciou a transferência dos 15,8 milhões de euros do défice operacional de 2020 da STCP, reunindo as condições para a passagem do capital e gestão da empresa para os seis municípios onde opera – Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Valongo e Vila Nova de Gaia.

“O Estado assumiu toda a dívida financeira da STCP – Sociedade de Transportes Coletivos do Porto, S.A. e transferiu já as verbas do défice operacional deste ano, resultante da pandemia, estimado em 15,8 milhões de euros”, adiantou, na altura, o Ministério do Ambiente e Ação Climática, em comunicado.

Ainda segundo a tutela liderada por João Pedro Matos Fernandes, “com a execução deste compromisso em tempo, estão criadas as condições, por parte do Estado, para que se proceda, a partir de 1 de janeiro de 2021, à transferência da titularidade do capital e da gestão da STCP para a esfera de seis municípios”.

Em agosto, o Estado aumentou o capital da empresa em 17,4 milhões de euros, para 319,9 milhões, com a emissão de 3.491.105 novas ações.

Num comunicado enviado à CMVM, a STCP informava que, “por deliberação do Estado foi aumentado o capital social no montante de 17.455.525 euros, através da emissão de 3.491.105 novas ações nominativas, com o valor de cinco euros cada”.

A empresa acrescentava que o seu capital social era então “de 319.994.590 euros, representado por 63.998.918 ações em forma meramente escritural”.

Em fevereiro de 2019, o Estado tinha injetado 56,6 milhões de euros noutro aumento de capital da STCP.

Com aquela operação, o capital social da STCP passou para 288.034.780 euros, “representado por 57.606.956 ações em forma meramente escritural com valor nominal unitário de cinco euros”.

Em julho de 2019, realizaram-se duas injeções de capital.

A 16 de julho, através da emissão de 580 mil novas ações nominativas com o valor de cinco euros cada, foi feito um aumento de capital na ordem dos 2,9 milhões de euros, totalmente subscrito e realizado pelo Estado português.

A 30 de julho, realizou-se outro aumento de capital da STCP, de cerca de 11,604 milhões de euros, através da emissão de 2.320.857 novas ações nominativas, também com o valor de cinco euros cada e também totalmente subscritas e realizadas pelo Estado português.

“Deste modo, o capital social da STCP é atualmente de 302.539.065 euros, representado por 60.507.813 ações em forma meramente escritural com valor unitário de cinco euros”, conclui o comunicado enviado na ocasião pela STCP para a CMVM.

(LUSA)

- Publicidade -