Muro de Berlim

0
86

O muro de Berlim caiu há vinte anos. A separação entre as duas Alemanha simbolizou durante décadas a divisão do mundo depois da 2ª Guerra Mundial, Estados Unidos x União Soviética, capitalismo x comunismo, Leste x Oeste. Rivalidades que impulsionaram a Guerra Fria.
Tive o prazer de visitar Berlim antes da queda do Muro e a ideia com que fiquei na altura era que não valia a pena visitar o lado leste de Berlim e não estava enganado, teria sido uma perda de tempo. Para quem não sabe, Berlim era uma cidade que ficava na ex-RDA, uma espécie de ilha em solo comunista separada por um muro que dividia a cidade ao meio, em duas cidades distintas e essa barreira, em muro, arame ou de outra forma contornava toda a zona ocidental. Nesse tempo do lado ocidental fazia-se uma vida de luxo e faustosa, dando uma ideia errada e exagerada no que era o mundo ocidental em relação ao mundo oriental, austero, frio e reservado. Era uma cidade com um nível de vida ímpar assim como acontecimentos de arte, cinema, musicais e de negócios absolutamente fantásticos. Um obrigado a Mijaíl Gorvachov por ter tornado isto possível mas a história foi madrasta com ele e a sua imagem na Rússia não é a melhor. O Mundo mudou mas o fim do Muro não foi o fim dos problemas como sentimos esta crise brutal sobre todos nós.
A ameaça agora não é o nuclear mas o económico e o mundo está ameaçado com outros e intrincados problemas: Islão; imigração; evolução das ex-repúblicas soviéticas; o avanço chinês; a debilidade política da Europa; etc.

Outros muros
Para combater outro tipo de problema, a imigração ilegal, o governo americano construiu um muro metálico que cobre um terço da fronteira do país com o México. No Brasil há muros que geram debate, como os que circundam várias favelas do Rio de Janeiro. Um dos mais polémicos é o muro que separa Israel da Cisjordânia. A construção da barreira começou em 2002 e o governo israelita justificou a sua construção na necessidade de proteger os seus cidadãos de ataques palestinianos.
Mas também há pequenos muros que separam ricos de pobres, os ditos condomínios fechados tão em voga em Portugal e países ocidentais. E há a separação natural que é um muro apesar de invisível, entre ricos e pobres

Fundador do Clube dos Pensadores

Joaquim Jorge