Opinião Cláudio Carvalho: “Dia 11 escolhemos entre a Teoria da Evolução e a Teoria dos Amiguismos”

0
108

Charles Darwin foi um notável naturalista inglês, que teorizou a evolução das espécies através da selecção natural, que dita que as características mais vantajosas têm mais sucesso na reprodução, vulgo a "lei do mais forte" prevalece. Pergunta com pertinência, o caro leitor, porque abordo a teoria evolucionista de Darwin?

Abordo esta temática, ainda que metaforicamente, porque a teoria, que remonta a finais do século XIX, não tem aplicabilidade na Maia, em pleno século XXI. Sim, a Maia é a excepção à regra, para mal de nós Maiatos. Na Maia, a teoria reinante, não é a dos (politicamente) mais fortes, leia-se dos que têm ideias e com capacidade para trabalhar, mas a teoria dos amiguismos e isso sim, meus caros leitores, é a teoria dos mais fracos… A teoria da regressão.

Tenho a oportunidade de olhar atentamente para algumas colunas de opinião, onde se lê que o PS faz oposição "às vezes não se sabendo muito bem a quem" e referindo que os partidos da oposição ao PSD Maia não são "capazes de fazer política pela positiva, de construir alternativas inovadoras e autónomas".

Obviamente tais frases não passam de pura retórica destinada em ocultar a ausência de obra neste mandato, que foi, de facto, o "pior de sempre”. Este executivo conseguiu a proeza de levar a cabo um dos piores mandatos ao nível autárquico nacional e é nisto que os eleitores maiatos se devem focar nas próximas Eleições Autárquicas de 11 de Outubro.

Ao contrário do partido reaccionário da direita conservadora, ou seja contrariamente ao PSD que se opõe ao progresso, as outras facções partidárias na Maia, especialmente a “esquerda democrática”, apresentam soluções e não têm ocupado os seus últimos meses em homenagens e jantares constantes.

A seriedade política não se compadece com propaganda ou contra-informação, algo que ficou bem para trás da "revolução dos cravos". O PSD de facto transformou a "Política num mero jogo manipulador da conquista do Poder a qualquer preço". Há muito que na Maia assistimos, não há teoria da evolução mas, à dos amiguismos.

Seja no próximo dia 11 de Outubro, seja num futuro muito próximo, o "reinado" acabará e a Maia finalmente poderá sentir as ideias, o trabalho, a obra, o progresso, no fundo, a evolução. Viva aos Progressistas, Viva à Minha Maia, à Nossa Maia, à Sua Maia!