Opinião de Victor Dias: “A Esperança no centro das comemorações do 25 de Abril”

0
143

Mais uma vez, o Município da Maia elege a juventude como horizonte fundamental das comemorações do 25 de Abril, este ano a completar o seu 35º aniversário.

Para além da sessão solene da Assembleia Municipal e das cerimónias que terão lugar na Praça do Doutor José Vieira de Carvalho, com o hastear da Bandeira Nacional e da renovada Bandeira do Município, reforçada com novo significado, a adicionar aos fundamentos que a Heráldica lhe confere, todos os restantes eventos programados, procuram envolver os jovens do nosso concelho.

O Parlamento da Maia renova-se com novos deputados, eleitos nas escolas EB 2,3 e secundárias, para debater e votar as propostas de resolução que os jovens cidadãos prepararam, inseridas no âmbito do tema desta edição – Ano Europeu da Criatividade e Inovação.

É fortemente animador e estimulante para estes jovens, saberem que esta iniciativa do seu Município tem vindo a ser valorizada e adoptada por imensos municípios portugueses, que têm seguido o exemplo da Maia e, inclusive, têm solicitado o apoio da Câmara Municipal da Maia, através do seu Pelouro da Cultura, no sentido de facultar o “know-how” adquirido ao longo das várias edições desta organização.

Mas os nossos jovens têm sido chamados a participar de outras formas, seja através dos concursos, como o de escrita criativa, nas modalidades de Conto e Poesia, seja no concurso de Design de Cartazes, para além da Noite da Liberdade, um espectáculo inteiramente realizado por jovens artistas maiatos, oriundos de todas as escolas do concelho que, desse modo, têm a oportunidade de dar largas à sua criatividade e imaginação, participando com peças de Música, números de Dança, pequenos trechos de Poesia e Teatro e outras artes performativas de palco.

As comemorações do 25 de Abril, na Maia, nestes últimos anos têm conseguido o desiderato de mexer e animar as comunidades educativas, envolvendo centenas e centenas de jovens alunos, sempre é claro, com o apoio, missionário e vocacional, de um conjunto de professores que abraçam este projecto e a ele se dedicam, verdadeiramente, de corpo e alma, não olhando a fins de semana, horas extraordinárias e feriados, tendo a capacidade de sublimar sentimentos de revolta e indignação de carácter profissional, para darem o seu melhor aos seus alunos.

É com professores destes e jovens desta qualidade, empreendedores e fortemente motivados para participar na vida da comunidade que a Esperança se renova e a Confiança se instala de novo!…

Mulheres social-democratas mostraram força

O secretariado feminino do PSD da Maia realizou, na passada sexta-feira, um jantar que reuniu mais de 500 pessoas, na sua esmagadora maioria mulheres. Marco António Costa, Presidente da Distrital, Bragança Fernandes, Presidente da Concelhia, Manuela Aguiar, convidada, Regina Serra e Luísa Vilela, do secretariado feminino concelhio, foram oradores de serviço, com intervenções que abrangeram um largo espectro de matérias políticas.

Bragança Fernandes arrancou a maior ovação da noite, com um discurso pautado pelas marcas pessoais do seu pensamento e, mormente, pelo seu carisma, de português suave, sereno e tranquilo, altamente contrastante com o estilo instalado na classe política, a começar pelos governantes, que conseguiram passar ao país, um nervosismo e uma tensão que vai em sinal contrário do que seria desejável, neste momento particular.

Em poucos meses, o PSD da Maia, sob a liderança de Bragança Fernandes, consegue mobilizar, em dois grandes eventos, centenas de pessoas e sentá-las, promovendo a união de esforços e a partilha de objectivos comuns e mostrar a força do partido na Maia.

As mulheres do PSD da Maia provaram mais uma vez, a sua capacidade de realização e a força do seu querer, tendo já no prelo, uma acção de formação política e um grande debate sobre a regionalização, é fruto de uma energia natural que só elas emanam.

Finalmente começa a generalizar-se e a deixar de ser excepção, a participação activa das mulheres na vida política.