Semana: As camélias

0
56

1.- Decorre no Porto a Semana das Camélias, de 7 a 14 de março, em parceria com os Clérigos. O Porto foi a primeira cidade europeia a ser conhecida como “Cidade das Camélias”, onde teriam chegado no século XIX, assim como à Galiza. No entanto em Vila Nova de Gaia, no Solar dos Condes de Resende, existem camélias desde o século XVII, trazidas da Ásia por D. João de Castro; neste magnífico solar, onde também existe a Confraria Queirosiana, as camélias deverão ter 300 anos, com as cores brancas, rosa, matizadas de vermelho e branco e singelas amarelas, que são o regalo dos gaienses e não só, de muitos turistas que apreciam as camélias. Quer as camélias de Canelas – onde está instalado o Solar dos Condes de Resende, Vila Nova de Gaia -, quer nos numerosos jardins da cidade do Porto, são dignas de uma “Semana” pelo seu valor que dá brilho aos nossos olhos e o aprofundamento do belo, que a Natureza nos dá. É tempo de observá-las carinhosamente e levar as suas cores, para que a vida seja beleza, principalmente na exposição patente nos claustros de S. Bento da Vitória.

camelias

2.- Existem no Centro Nacional de Reprodução do Lince Ibérico, situado em Silves, vinte e sete linces- ibéricos, dezoito já adultos, dois subadultos e sete crias. É certo que este centro já produziu cerca de sessenta linces-ibéricos, dos quais vinte e seis foram reintroduzidos nas suas áreas de habitação. Para o equilíbrio da Natureza é fundamental a introdução de muitos linces nas nossas terras portuguesas e espanholas, para além de constituírem um motor socioeconómico de uma dimensão ímpar. O lince-ibérico tem uma idade de vida de 16 anos, alimenta-se em 80% de coelho-bravo, animal elegante pesa de 9 Kg a 12 Kg. Com cauda pequena, medindo cerca de um metro de comprimento e meio metro de altura, possui uma pelagem castanho-avermelhada, coberta de manchas pretas. É possível apreciá-los, também, no Jardim Zoológico de Lisboa.

3.- De acordo com o livro do teólogo brasileiro Leonardo Boff, “La sostenibilidad”, que também existe em português, vale a pena saber como define “Sustentabilidade”. Assim: “Significa um conjunto de processos e ações destinados a manter a vitalidade e integridade da Mãe Terra e a preservação dos seus ecossistemas, com todos os elementos físicos, químicos e ecológicos que possibilitam a existência e a reprodução da vida das gerações atuais e futuras, assim como a continuidade da expansão e realização das potencialidades de civilização humana nas suas distintas expressões.”

 

Joaquim Armindo

Doutorando em Ecologia e Saúde Ambiental
Mestre em Gestão da Qualidade
Diácono da Diocese do Porto