Associação de Bares do Porto quer isenção de impostos e apoio para pagar salários

0
145

A Associação dos Bares da Zona Histórica do Porto quer isenção de impostos de abril até dezembro de 2020, apoio a fundo perdido para pagar salários e a extensão por 18 meses dos contratos de arrendamento.

As propostas inserem-se no pedido de reunião urgente feito esta terça-feira por aquela associação ao Governo, depois de um primeiro pedido, a 3 de novembro, segundo a ​​​​​​ABZHP, não ter obtido resposta.

Exigências numa altura em que há empresários da restauração em greve de fome em frente ao Parlamento, em Lisboa, enquanto no Porto se anuncia uma vigília por tempo indeterminado.

Nas cartas dirigidas ao primeiro-ministro António Costa e ao ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, a associação enumerou seis propostas para ajudar a reabilitar “um setor parado desde março” devido às medidas de combate à propagação do novo coronavírus.