Associação dos Centros Comerciais discorda da restrição de horário em Matosinhos (21h)

0
160
imagem DR

Associação Portuguesa dos Centros Comerciais (APCC) reagiu “com alguma surpresa” à decisão da Câmara de Matosinhos fechar os centros comerciais do concelho mais cedo, como medida de combate à pandemia. A entidade pede horários alargados, tal como antes da pandemia.

Recorde-se que no concelho estão dois grande centros: o NorteShopping e o MAR Shopping. “Estamos a falar de ambientes seguros e controlados, onde foram realizadas transformações, por via de elevados investimentos, para maximizar a segurança, o distanciamento social, bem como o cumprimento de todas regras sanitárias”, afirmou Sampaio de Mattos.

O presidente da APCC admite que “as questões de Saúde Pública devam ser tratadas com muita prudência e realismo, nomeadamente a situação atual na zona de Matosinhos”. Mas clarifica: “Não conseguimos compreender os objetivos de uma medida que, ao restringir o horário, poderá contribuir para uma maior concentração de pessoas. Daí defendermos que os centros comerciais possam ter horários alargados, como os horários anteriores à pandemia”.

O responsável pela associação sublinha que a vertente da segurança sanitária tem sido certificada por várias organizações nacionais e internacionais de referência, que atestam os centros comerciais como locais seguros, recordando que também tem sugerido o aumento do número máximo de pessoas permitido, nomeadamente no interior das lojas, “evitando assim possíveis aglomerações de clientes nos espaços comuns dos centros comerciais”.