Banco de Portugal alerta para fraudes no crédito através de redes sociais

0
176
imagem DR
- Publicidade -

O Banco de Portugal (BdP) alertou esta segunda-feira para “esquemas fraudulentos” de concessão de crédito fácil através das redes sociais, em especial do Facebook, por entidades que exigem o pagamento de valores monetários sob falsas justificações.

Em comunicado, o BdP afirma que “tem tomado conhecimento de diversas situações em que pessoas coletivas ou singulares propõem ao público, através das redes sociais, em especial do Facebook, a suposta concessão de empréstimos, exigindo, como contrapartida, o pagamento de valores monetários recorrendo as falsas justificações”.

“Estas propostas de empréstimo configuram esquemas fraudulentos que visam a obtenção de um benefício ilegítimo por entidades não autorizadas a conceder empréstimos, as quais, de uma forma ardilosa, se aproveitam da situação de especial necessidade das pessoas”, sublinha o regulador.

De entre as particularidades das propostas apresentadas, o BdP destaca que os contactos com os clientes são estabelecidos normalmente através da publicitação, nomeadamente, no Facebook, de ofertas de concessão de crédito a pessoas que necessitam com urgência de “liquidez”.

“Os autores da publicação usam, por vezes, e indevidamente, o nome e a imagem de instituições financeiras autorizadas ou de pessoas singulares reconhecidas publicamente, credíveis, para gerar confiança nos potenciais clientes”, alerta o BdP.

Após a captação do cliente, nomeadamente, através do perfil de Facebook, o diálogo, muitas vezes, é iniciado através da plataforma Messenger ou Whatsapp.

- Publicidade -