“Bazuca” para a habitação é insuficiente refere Associação Transparência e Integridade

0
160
- Publicidade -

Mais de metade das verbas previstas no Programa de Recuperação e Resiliência para as questões da habitação vai ser aplicada em vinte e cinco municípios. O Governo quer resolver os problemas habitacionais de vinte e seis mil famílias nos próximos três anos, mas os pedidos já validados pelo Instituto de Habitação e Reabilitação Urbanas mostram que as necessidades vão ainda mais além.

Já assinaram acordos com o Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana 25 câmaras, entre elas, Lisboa, Oeiras, Matosinhos, Porto ou Évora.

São dados conhecidos no dia em que termina o período de consulta pública do Plano de Recuperação e Resiliência.

O Governo já fez saber que há margem para alterações, mas a Associação Integridade e Transparência critica a ausência de cálculos finais no documento.

A presidente da Associação, Susana Coroado, em declarações à Antena 1, diz que as análises de custo/benefício e a orçamentação dos vários projetos não foram disponibilizados.

A Associação Transparência e Integridade também diz que a duração da consulta pública, de treze dias, não foi suficiente para uma ampla discussão.

- Publicidade -