Centro Hospitalar Póvoa e Vila do Conde atingiu limite de doentes Covid-19

0
186
imagem Agência Lusa

O Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim/Vila do Conde anunciou que atingiu o limite na capacidade de tratamento de doentes infetados com SARS-Cov-2, tendo preenchidas as 39 camas alocadas à doença.

A unidade hospitalar, que presta a assistência a cerca de 140 mil habitantes dos dois ​​​​​​​concelhos, lembrou que, desde outubro, quintuplicou o número de vagas para o internamento destes doentes, passando de sete para 39 em cerca de dois meses.

“Com as atuais 39 camas alocadas a doentes infetados com SARS-Cov-2, o Centro Hospitalar atingiu o limite máximo da capacidade instalada para o efeito, o que acarreta algum condicionalismo na atividade cirúrgica. Das sete camas afetas ao tratamento de doentes covid-19, existentes em outubro, o Centro Hospitalar dispõe agora de 39, mercê da evolução crítica da situação, com o consequente aumento de internamentos”, informou a unidade, através de comunicado.

No mesmo texto, o Centro Hospitalar apontou que “o crescimento abrupto da pandemia obstaculizou a projetada conversão da unidade” em Hospital Covid-free.

Assim, todo o 2.º piso do edifício, onde funcionavam os serviços de cirurgia e medicina interna, está agora reservado para o tratamento de doentes covid-19, atingindo o limite da capacidade instalada possível.

“A readaptação das instalações hospitalares à dimensão da pandemia fez concentrar igualmente, no primeiro piso da unidade da Póvoa de Varzim toda a área cirúrgica, mantendo-se a unidade de Vila do Conde como unidade Covid-free, para doentes de medicina interna”, acrescentou o Centro Hospitalar.